Cinco passos para aumentar a motivação da sua equipe

Não basta oferecer ambientes descontraídos, que já são características de empresas modernas

Pesquisas recentes apontam que 72% das pessoas estão insatisfeitas com seus trabalhos. Além de gerar prejuízo direto para empresa, com a diminuição de produtividade, a insatisfação aumenta o risco de doenças psicológicas, como a depressão. Inclusive, o Brasil é o país com mais casos de depressão na América Latina: cerca de 11,5 milhões de pessoas sofrem com a doença, que é a segunda maior causa de adoecimento relacionado ao trabalho por aqui.

Para recuperar o ânimo dos colaboradores, os gestores precisam encontrar ferramentas de motivação e ajudá-los a encontrar novos propósitos para o trabalho. Como fazer isso é o desafio. Não basta oferecer ambientes descontraídos, que já são características de empresas modernas, como puffs, áreas de descompressão e comida à vontade. Se o modelo de gestão e cobrança não mudar, nada vai alterar esse cenário.

Por isso, separei cinco dicas para manter os colaboradores motivados e ajudá-los a encontrarem os propósitos em suas tarefas diárias:

 

1 – Delimitar objetivos simples:

A metodologia de OKR (Objectives and Key Results), que ficou famosa pela adesão em empresas como Google, Spotify, LinkedIn e Twitter, tem como base a delimitação de objetivos e resultados-chave. Dessa forma, metas são estipuladas para toda a equipe e elaboradas por todos os integrantes, de maneira horizontal. Para alcançar um objetivo de ciclo rápido, são elencados os principais resultados que os tornam possíveis. Assim o colaborador pode entender como cada ação sua influencia nas metas da empresa, aumentando a sensação de pertencimento.

2 – Conversa:

É importante que o trabalhador não se sinta remando sozinho. Portanto, estimule conversas e colaboração entre todos. Bate-papos enriquecem os resultados e ajudam a florescer novas ideias. Além disso, feedbacks são essenciais para o estimular boas práticas e alertar para erros recorrentes. Dessa forma, o colaborador se sente mais valorizado.

3 – Alinhamento de cultura:

Uma empresa onde todos trabalham em um mesmo ritmo é um ambiente mais positivo. A cultura organizacional ajuda a uniformizar princípios como respeito, colaboração, proatividade, entre outros. O clima no ambiente de trabalho fica mais acolhedor e as pessoas podem se sentir à vontade para propor ideias e trabalhar em conjunto – uma vez que todos têm os mesmo princípios dentro da empresa.

4 – Cooperação:

Consultorias podem ajudar o aperfeiçoamento constante e o acompanhamento do progresso das pessoas em determinadas áreas. O colaborador conta com um apoio para a atividade em que sente dificuldade e se desenvolve dentro da empresa, aumentando o sentimento de alcance de propósito. O serviço de coaching também podem ajudar o trabalhador a entender quais são seus objetivos pessoais e profissionais e como eles se relacionam, melhorando a sensação de satisfação.

5 –  Gestão do conhecimento:

O aprendizado constante é elencado por todos os especialistas como um ato importante para evoluir, se sentir útil e estar mais preparado para desafios. Mas além de aprender, é importante que o conhecimento adquirido seja valorizado e disseminado. Incentivar que os colaboradores ensinem seus próprios colegas algo que dominam é uma forma de reconhecer os pontos fortes de cada um e também de instruir toda a equipe.

Os tópicos elencados podem ser colocados em prática pouco a pouco. Para otimizar o processo, existem softwares, como o CoBlue, que auxiliam as empresas a aumentar a agilidade de sua gestão e investir na satisfação de seus funcionários. Afinal, o sucesso de um produto ou serviço depende do empenho e dedicação de quem o produz.

 

Por George Eich, especialista em OKRs e sócio-fundador da CoBlue