Clóvis de Barros Filho participa da semana de ética e compliance da BP

Assédio moral também foi tema de evento promovido pela Beneficência Portuguesa de São Paulo 

 A BP – A Beneficência Portuguesa de São Paulo realiza esta semana na capital paulista 2ª Semana de Ética e Compliance. Este ano o tema é Credibilidade se Cultiva, voltada a seus colaboradores.

Na manhã desta segunda-feira o debate foi assédio moral e conflitos no trabalho, com a participação da psicoterapeuta Elizabeth Zamerul e mediação da gerente de Gerência Auditoria e Controles Internos da BP, Florence Monteiro.

Durante o evento Elizabeth afirmou que não há hoje uma definição exata para assédio moral, mas acredita-se que seja caracterizado pela prática continuada da perseguição do colaborador por um tempo prolongado. Já problemas pontuais de relação de trabalho são classificados como conflito, o que não minimiza a necessidade de atenção por parte das organizações.

“Na BP, 60% das manifestações recebidas em nosso canal confidencial com colaborador são classificadas como conflitos. Nesse sentido nosso trabalho junto aos colaboradores e seus gestores tem sido o de conciliação” afirmou Florence durante a ação.

Ainda de acordo com Elizabeth é comum que algumas manifestações sejam erroneamente entendidas como assédio como, por exemplo, comportamento rude da liderança, descontentamento com o espaço de trabalho, feedback negativo e cobranças por parte da liderança em relação a seus subordinados: “É preciso esclarecer quando trata-se de um problema pontual e quando figura o assédio. Dessa forma, é possível partir para um plano de ação de forma mais assertiva” finalizou a psicoterapeuta.

Já na parte da tarde foi a vez do painel Ética e Valores nas Relações com o filósofo e professor Clóvis de Barros Filho. O especialista abordou aspectos da moral e seus paradigmas para discorrer sobre a ética nas relações humanas, bem como abordou a importância da transparência a fim de evitar desvios do comportamento: “A ética é a proteção coletiva da convivência”, afirmou o professor durante sua apresentação.

Outras discussões sobre o tema como transparência nas relações médicas, diversidade e desenvolvimento econômico e ética terão continuidade até a próxima sexta, dia 15, na BP durante a programação do evento.