Da educação ao mundo corporativo

Psicopedagoga e consultora reflete sobre o desenvolvimento pessoal e de organizações

Na década de 1980, a psicopedagoga Cecília Warschauer realizou uma experiência inovadora com alunos da 4ª série do ensino fundamental. Não havia notas ou provas e a turma fazia diariamente uma roda com a professora, que registrava não só as conversas, mas a reação de cada criança sobre as atividades. Na década seguinte, a metodologia foi usada na formação de professores. Pouco tempo depois as experiências foram relatadas, respectivamente, nos livros “A Roda e o Registro” e “Rodas em Rede”, coletânea que ganha agora mais um volume.

Em “Entre na Roda!”, Cecília conta como foi reencontrar os alunos que participaram do experimento há trinta anos e a influência da prática em suas vidas, descreve uma nova iniciativa de formação para o cuidado de idosos e fala sobre a aplicação do método no contexto empresarial, compartilhando suas vivências como consultora.

Uma das questões abordadas no livro diz respeito às transformações das escolas: “Atualmente, temos uma certeza: a escola precisa mudar. E não se pautar mais pela transmissão de conhecimentos, que hoje são amplamente disponíveis na internet, além de abdicar da busca de controle pelas notas e provas, que não certificam nada. Mais do que nunca, precisamos ajudar a criar oportunidades de formação de pessoas autônomas, para que sejam capazes de desenhar, a cada dia, seus projetos profissionais e de vida, num mundo em mutação”, afirma a autora.

Com diretrizes próprias para potencializar o processo de aprendizagem individual e em grupo,  a metodologia possibilita que os participantes construam uma história partilhada e permite o desenvolvimento de ambientes favoráveis à formação em diferentes contextos da vida pessoal e profissional.