e-Social: sua empresa está pronta?

Adaptar-se a esse novo padrão do Governo requer muita organização e planejamento das empresas

A tecnologia está presente em todos os aspectos da vida: pessoal, profissional, nas áreas de engenharia, de medicina, de alimentos, etc. A presença da tecnologia em escritórios não é novidade, afinal todos os processos hoje são computadorizados e pouco existe de controles manuais, e não via sistema.

Para seguir nesta tendência de tecnologia ganhando cada vez mais espaço, alguns procedimentos corporativos que antes eram realizados manualmente, agora passam a ter uma padronização de dados, em um sistema unificado. O e-Social, que já é utilizado por muitas empresas, é um programa criado pelo Governo Federal que irá reunir todas as obrigações trabalhistas em apenas um arquivo. Isso inclui os documentos relacionados ao Ministério do Trabalho e Emprego, ao INSS, à Receita federal e à Caixa Econômica Federal.

A facilidade está em enviar todas as informações apenas uma vez, por meio de um banco de dados, onde tudo é cruzado e verificado. A rotina da empresa passará a ser otimizada com relação aos processos pois na plataforma estarão todas as informações relativas aos trabalhadores como vínculos, contribuições beneficiárias, folha de pagamento, comunicação de acidente de trabalho, aviso prévio, escriturações fiscais, informações sobre o FGTS, entre outros. Tudo feito de forma padronizada e eletrônica, simplificando a prestação das informações para reduzir a burocracia nas empresas.

A área de Saúde e Segurança do Trabalho, que hoje inclui uma série de formulários referentes à Admissão, Desligamento, acompanhamento médico dos funcionários, acidentes de trabalho, afastamentos e diversos outros, será umas das áreas que serão padronizadas e terão os protocolos otimizados em tempo e em veracidade das informações.

Adaptar-se a esse novo padrão do Governo requer muita organização e planejamento das empresas. Por isso para a parte de Saúde e Segurança, existem opções que facilitam essa padronização, como o Software Integrado de Gestão Ocupacional.

Ainda que seja uma obrigatoriedade para todas as empresas agora em 2018, os benefícios desta padronização são imensos. Entre os pontos principais, estão a diminuição da inconsistência das informações prestadas, a maior agilidade no acesso a todas às informações, a identificação precoce de possíveis erros, a fiscalização efetiva com cruzamento de dados e auditoria eletrônica, entre outros.

Tudo será centralizado em um único banco de dados, o que evita ainda atraso no envio das informações e permite uma fiscalização mais efetiva, já que as informações estarão reunidas em um único local e poderá ser acessado online.

As empresas que se preocupam com a medicina ocupacional somente durantes os processos de admissão e demissão, terão de cumprir com o preenchimento dos dados de maneira correta e frequente, fazendo com que a saúde do profissional seja vista com a importância que merece ter.

O CAT, por exemplo, que é a Comunicação de Acidente de Trabalho será preenchido direto dentro do e-Social, garantindo um acompanhamento mais preciso e sempre atualizado. Todos os eventos relacionados à Saúde e Segurança dos trabalhadores estará centralizada no Perfil do Trabalhador.

O GFIP, que reúne as informações relativas à Previdência Social, também terá as suas informações centralizadas em um único relatório mensal, incluindo dados da empresa, dos empregados, dos fatos geradores de contribuições previdenciárias, de remunerações e valores devidos ao INSS e FGTS.

Amplie as possibilidades que o e-Social pode trazer para a sua empresa e busque utilizar os melhores benefícios oferecidos com a tecnologia. É importante destacar que as empresas com faturamento acima de R$ 78 milhões no ano de 2016 já devem estar seguindo a parametrização da plataforma. E as empresas que possuíram faturamento inferior a este valor no mesmo ano, terão até 1º de julho de 2018 para adequar as informações relativas à segurança e saúde do trabalho, como, entre outros, atestados e afastamentos.

Por Dra. Marianne Sobral, oftalmologista, especialista em Medicina Ocupacional e diretora da empresa ACLIMED.