Engajamento de colaboradores depende da liderança

Nas companhias com os melhores índices de engajamento, 78% dos funcionários acreditam que os gestores tomam boas decisões

Poucas empresas no mundo ignoram a necessidade de ter profissionais preparados em cargos estratégicos. Mas em momentos de crise, a diferença entre chefes e líderes fica mais evidente e a importância de uma liderança consistente aumenta.

O papel do líder – aquele que participa dos processos, delega funções com critério, assume responsabilidades e compartilha os resultados – é fundamental para garantir o engajamento dos funcionários.

De acordo com pesquisa feita em 2016 pela consultoria de benefícios e capital humano Aon com 54 mil profissionais de diversas empresas e setores, as companhias que têm melhores índices de engajamento são aquelas onde os colaboradores enxergam os gestores como verdadeiros líderes.

Nas empresas com os melhores índices de engajamento: 77% dos colaboradores se sentem inspirados pela liderança em relação ao futuro dos negócios; 78% acreditam que os líderes tomam boas decisões; 76% entendem que os gestores se comunicam de forma aberta e honesta; 71% se sentem reconhecidos como os bens mais valiosos da empresa.

“Esses números são muito reveladores”,  afirma Bruno Andrade, Líder de Consultoria em Talent e Engajamento da Aon Brasil. “Estamos falando das companhias com melhores índices de satisfação e motivação do país. E finalmente podemos entender o que elas fazem de diferente e o que elas têm de especial”, acrescenta.

De acordo com o especialista, o engajamento é a percepção do colaborador de que ele entrega o seu melhor e é reconhecido por isso, é um sentimento de conexão e uma sensação de adequação com o ambiente de trabalho.

“Funcionários engajados têm sentimento de donos do negócio. As empresas que investem no engajamento percebem que essa é uma maneira de obter resultados e garantir a prosperidade no médio e longo prazo”, explica Andrade.

Estudos comprovam que as companhias que contam com times mais engajados têm resultados superiores. De acordo com o levantamento da Aon, que é feito anualmente em parceria com o jornal Valor Econômico, empresas com mais engajados atendem melhor os clientes e têm resultados superiores.