Engajamento não é tudo: saiba o que mais influencia o desempenho

Funcionários altamente engajados podem melhorar o desempenho dos negócios em 30%

Existem fortes evidências que relacionam os índices de engajamento com os níveis de desempenho dos funcionários. No entanto, algumas empresas podem estar indo longe demais na busca por engajamento e deixam de analisar uma série de outros fatores que também influenciam o desempenho dos profissionais.

Muitos gestores se acostumaram a avaliar o engajamento do funcionário por meio de pesquisas que obtêm dados e medem suas contribuições para a empresa. Raramente há uma pausa para pensar nos resultados de negócio que o aumento nos níveis de engajamento deveria ter gerado com base nos índices de desempenho medidos.

Isso acontece porque, muitas vezes, as pesquisas de engajamento não fazem as perguntas certas. As pesquisas de engajamento tradicionais foram feitas para avaliar os níveis de contentamento e compromisso do funcionário com seu cargo e a sua empresa. É comum, por exemplo, vermos perguntas sobre seu grau de satisfação com o reconhecimento que tem recebido do seu chefe e se ele tem amigos no trabalho – é grande o número de empresas que avaliam os níveis de engajamento com base nas amizades no ambiente de trabalho.

No Brasil, uma pesquisa divulgada pela empresa de consultoria Aon em 2013 mostrou que o Brasil conta com 70% de profissionais engajados, índice superior à marca global de 62%.

Isso faz algum sentido diante da necessidade cada vez maior de gerar sentimentos positivos em relação à empresa, principalmente quando observamos os altos níveis de rotatividade de algumas áreas e a influência que esses sentimentos positivos têm sobre os níveis de desempenho.

Uma pesquisa do Hay Group divulgada no último ano, por exemplo, revela que empresas com funcionários altamente engajados podem melhorar o desempenho dos negócios em 30% em comparação com as empresas com baixos níveis de engajamento. De acordo com o estudo, funcionários mais engajados geram clientes mais leais e um melhor desempenho financeiro.

Isso mostra que os níveis de engajamento têm importância nos resultados da equipe, porém, existem outros aspectos que exercem influência sobre os níveis de desempenho da empresa. Veja alguns deles:

 Compreensão dos objetivos da empresa

Os funcionários precisam saber como seu trabalho contribui para que a empresa alcance seus objetivos de negócios. Eles precisam estar alinhados à estratégia corporativa para que apresentem bons níveis de desempenho.

Por isso, ao efetuar pesquisas de engajamento, é importante que o material possa responder a essa pergunta: qual é o nível de conexão entre o trabalho de seus funcionários e os objetivos da empresa?

 Comprometimento com os colegas

Funcionários com bons níveis de desempenho conseguem aprender com os outros e ensiná-los. Ou seja, é preciso que eles se sintam confortáveis trabalhando com seus colegas, seja na mesma sala ou em localizações completamente diferentes.

O tipo de relacionamento existente entre seus funcionários também é algo que as pesquisas de engajamento precisam avaliar. Isso mostra que as tradicionais pesquisas de engajamento não são suficientes para medir todos os aspectos que influenciam o desempenho do seu funcionário. Para medi-los, é preciso adotar uma estratégia de avaliação contínua que seja integrada à estratégia do negócio.

Funcionários engajados dependem de uma combinação de fatores que tem impactos distintos em diferentes pessoas. Acompanhar de perto essas relações, indo além das pesquisas de engajamento tradicionais, é essencial para avaliar o que está pesando no desempenho de cada profissional.

juliane-efix

Por Juliane Yamaoka, gerente geral da Efix Tecnologia