Estadão lança novo guia com avaliação de MBAs no Brasil

Pelo segundo ano consecutivo, o jornal oferece uma ferramenta prática para quem está no processo decisório do curso

 O Estadão lançou a segunda edição do Guia do MBA, uma ferramenta prática e funcional para avaliar mais de mil cursos existentes no Brasil. O objetivo é apresentar um panorama dos mais distintos programas educacionais às pessoas que estão no processo decisório, de modo que cada um possa encontrar o curso que melhor atenda suas necessidades. O Guia é um espelho dos cursos cadastrados no Ministério da Educação (MEC), mas leva também em consideração uma pesquisa conduzida pela equipe do Estadão que considerou apenas cursos presenciais focados em negócios.

“Em seus mais de 140 anos, o Estadão sempre valorizou e apoiou as iniciativas relacionadas à Educação. Agora, disponibilizamos para a sociedade o material mais atualizado existente no mercado brasileiro sobre cursos de MBA”, afirma Ernesto Bernardes, diretor de Projetos Especiais do Estadão. “A ideia principal deste projeto é reunir cursos com características específicas de modo que cada leitor possa identificar a melhor opção de acordo com seus objetivos profissionais. ”, complementa.

Além do site – especiais.estadao.com.br/guiadomba – o novo guia traz edição premium, uma revista completa que será comercializada em bancas da capital paulista a partir de maio. No domingo, 30 de abril, um caderno especial de 32 páginas foi encartado junto ao jornal com um resumo dos principais destaques. As informações estão organizadas por região e especialidades oferecidas, destacando características dos MBAs de acordo com o perfil do leitor. Como na edição anterior, os cursos são divididos de acordo com cinco categorias: selos de qualidade, presença em ranking, network, conhecimento e processo seletivo e vivência internacional.

O projeto foi desenvolvido a partir da criação de um Conselho Editorial, composto por jornalistas do Estadão e especialistas em Educação. Dentre os experts estão o professor Armando Dal Colletto, que é o principal consultor do projeto; o professor doutor Silvio Laban, diretor executivo da Associação Nacional de MBA (Anamba); Jairo Martins da Silva, superintendente geral da Fundação Nacional da Qualidade; e Friedemann Schulze-Fielitz, diretor do EFMD para Américas (European Foundation for Management Development).