Mercedes-Benz propõe acordo aos colaboradores

Trabalhador que aderir ao PDV vai receber R$ 100 mil, independemente do tempo de casa e idade 

A Mercedes-Benz do Brasil firmou acordo nessa última quarta-feira, 24, com o Sindicato dos Metalúrgicos do ABC para reduzir o excedente de colaboradores na fábrica de São Bernardo do Campo (SP).

Durante as negociações da Empresa com o Sindicato, foi acordado mais uma nova oportunidade de desligamento voluntário na planta do ABC paulista. Trata-se de um novo PDV (Programa de Demissão Voluntária) mais atrativo, que tem como principal vantagem o valor fixo de R$ 100 mil, independentemente do tempo de casa e da idade do colaborador.

Com esse novo PDV, com o período de adesão entre 24 e 31 de agosto, a Mercedes-Benz do Brasil tem como principal objetivo a redução de 1.400 colaboradores neste ano para que possa combater a ociosidade e, assim, manter as suas operações enquanto não ocorre a recuperação do mercado brasileiro. A Empresa acumulou um excedente de mais de 2.500 pessoas nessa unidade.

Ainda no âmbito da negociação, ficou acordado para a fábrica:

  • Estabilidade de emprego até 31.12.2017;
  • Não reposição da inflação de 2016 nos salários do próximo ano;
  • Adotar novas medidas para administrar o excedente que ainda permanecerá na unidade;

No decorrer das negociações com o Sindicato, a Empresa reiterou a necessidade de reduzir o excesso de pessoas diante de uma ociosidade permanente nos últimos dois anos, acima de 50%, o que tem comprometido a sua operação no País. Com o novo acordo, a Mercedes-Benz apresenta mais uma alternativa aos seus colaboradores para suportar os efeitos da forte crise econômica no Brasil.