A oferta de vagas em relação aos cursos mais concorridos na USP

Estado de São Paulo apresenta as melhores oportunidades de trabalho para graduados no Brasil

Indeed, uma das maiores ferramentas online de buscas de empregos no mundo, analisou alguns dos cursos mais concorridos na Fuvest 2018, um dos vestibulares mais importantes do País, e comparou com as vagas abertas na plataforma para essas áreas: Direito, Arquitetura, Psicologia, Medicina e Engenharia.

O Indeed avaliou a oferta de vagas nos últimos três anos. Das áreas citadas, Direito é a carreira que apresenta a maior quantidade de vagas – com um aumento de 175% de vagas postadas entre 2016 e 2017. A porcentagem de vagas postadas nas áreas de Medicina e Engenharia diminuíram no último ano, 2% e 30%, respectivamente. As vagas nas áreas de Arquitetura e Psicologia continuam crescendo com um aumento de 46% e 11%, respetivamente.

 

Área Áreas vs mudança na postagem de vagas no último ano

*mudança percentual com base no total de vagas criadas nos últimos três anos no Estado de São Paulo

Direito 175%
Arquitetura 46%
Psicologia 11%
Medicina -2%
Engenharia -30%

 

O Indeed trouxe também uma relação entre a quantidade de vagas em aberto e a quantidade de candidatos em busca por vagas nas áreas mencionadas. Esse fenômeno é conhecido como talent mismatch. O talent mismatch é a relação entre o número de vagas em aberto, relacionada ao número de cliques. Isso demonstra que o desemprego nem sempre se caracteriza por falta de vagas em aberto, mas se dá, muitas vezes, pela dificuldade em preencher essas posições. Das cinco áreas, o maior talent mismatch é na médica.

No último ano, 53% de todas as vagas nestas cinco áreas combinadas, a nível nacional, se encontram concentradas no Estado de São Paulo. E 55% das novas vagas em aberto são referentes a área legal (direito) e 33% referente à médica. Para Chris McDonald, vice-presidente de Vendas do Indeed para Brasil e Ásia Pacífico “os tipos de vagas que os candidatos estão procurando são surpreendentemente as mais tradicionais. Isso pode indicar que os jovens estão buscando por profissões mais consolidadas e consequentemente por segurança, sem arriscar em novas áreas, já que o primeiro emprego é uma dificuldade enfrentada por quem está ingressando no mercado de trabalho”.

Isso alerta também para o fato de que outras áreas precisam atrair talentos e despertar interesse nos novos profissionais. “Os jovens estão em busca de empresas transformadoras. Além de oferecer plano de carreira, salários e benefícios competitivos, é preciso entender o que os profissionais esperam das empresas. As pessoas estão buscando cada vez mais flexibilidade e equilíbrio entre vida profissional e qualidade de vida” completa.

Outra possível explicação é a influência que a família exerce na escolha da profissão dos filhos. “O filósofo Jean Piaget explica que durante a convivência diária, principalmente com os pais, construímos nossos valores e preferências. Portanto, a influência dos pais e de pessoas próximas pode determinar as escolhas futuras, mesmo que indiretamente”, conclui.