Os benefícios da acupuntura no ambiente corporativo

Muitos profissionais convivem com a dor, colocando em risco sua a integridade física

Empresas de todos os portes travam uma importante batalha interna em todos os níveis da organização para diminuir os índices de absenteísmo causados por sintomas ligados à área da ortopedia, como tendinites, bursites, LER e lombalgias. Durante sua jornada de trabalho, muitos profissionais convivem com a dor, colocando em risco sua a integridade física, como também dos demais colegas de trabalho, além, é claro, de afetar o dia-a-dia da companhia. A terapia com acupuntura tem sido uma excelente opção de tratamento nesses casos.

A Acupuntura é método terapêutico milenar que se utiliza de agulhas e tem como finalidade tratar doenças e promover o bem estar geral do paciente. Criada há mais de três mil anos na China e, em 1995, foi reconhecida como especialidade médica pelo Conselho Federal de Medicina (CFM).

A técnica funciona a partir da inserção da agulha que estimula terminações nervosas presentes na pele e nos tecidos subjacentes, principalmente nos músculos. Esses estímulos seguem pelos nervos periféricos até o sistema nervoso central (medula e cérebro), o que faz liberar diversas substâncias químicas conhecidas como neurotransmissores que desencadeiam uma série de efeitos importantes, tais como, analgésico, antiinflamatório e relaxante muscular, além de uma ação moduladora sobre as emoções, os sistemas endócrino e imunológico e sobre várias outras funções orgânicas.

É conveniente salientar que aliado ao tratamento com Acupuntura, o paciente deve desenvolver hábitos alimentares saudáveis, praticar exercícios, na medida do possível, e manter um equilíbrio entre o trabalho e o descanso.

Antes de iniciar o tratamento com Acupuntura, é essencial que o médico venha a estabelecer em primeiro lugar o diagnóstico da dor, pois desta forma ele conseguirá estipular o número de sessões e o tempo de tratamento, pois isso pode variar de acordo com o tipo de doença, resposta individual do paciente, idade e presença de outras condições clínicas associadas. Em geral, aconselha-se iniciar o tratamento com uma ou duas sessões por semana e adequar esse número de acordo com a evolução do tratamento.

A melhora, muitas vezes, é notada imediatamente, isto é, logo após a sessão. Nos casos agudos (menos de 3 meses de duração da dor), conseguimos a melhora com 5 a 6 sessões, enquanto que em casos crônicos (duração dos sintomas acima de 6 meses) a média de sessões gira em torno de 10 a 12. Como resultado do tratamento com Acupuntura, observamos a diminuição do consumo de medicamentos para dor, melhorada qualidade de vida do paciente, e uma melhora da performance durante seu trabalho.

Por fim, é conveniente salientar que a prática da Acupuntura somente pode ser realizada por profissionais da medicina, da medicina veterinária e do cirurgião-dentista – cada qual em seu campo de atuação, também definidos por lei. O exercício da técnica, se realizado por qualquer outro profissional, é ilegal e pode causar sérios danos à saúde do paciente.

Por Dr. André Tsai, médico especialista em ortopedia e acupuntura e presidente do Colégio Médico de Acupuntura de São Paulo (CMAeSP).