RH da Comgás de braços dados com o fortalecimento da cultura corporativa

Uma empresa com propósito forte e um clima estimulante consegue resultados extraordinários

Elisangela Martins, Diretora de RH da Comgás, sempre atuou na área de Recursos Humanos, com experiências em empresas de diversos segmentos. Formada em Psicologia, também fez MBA Executivo pela Fundação Dom Cabral. No setor de energia e combustíveis, atuou na Shell como Head de RH, desenvolvendo essa área dentro de uma nova empresa de serviços compartilhados para atendimento a clientes da Shell Itália.

Trabalhou também na formação da Raízen, companhia criada em 2011 a partir da junção de parte dos negócios da Shell e da Cosan, liderando o RH da área comercial na Raízen Combustíveis e, posteriormente, com foco no processo de integração e expansão dos negócios.

Acumula passagens também por empresas como Alcoa Alumínio e Kimberly-Clark Brasil. Na Comgás, que também pertence ao grupo Cosan, assumiu a Diretoria de RH no início de 2017, para dar continuidade ao processo de mudança cultural da companhia, incluindo a gestão da área de saúde da empresa.

Acompanhe a entrevista com Elisangela Martins, e descubra os resultados obtidos com o processo de transformação em gestão de pessoas ocorrido na empresa nestes últimos anos.

Mundo RH – Quais foram as grandes transformações ocorridas na área de Gestão de Pessoas desde a sua chegada, em 2017?

Elisangela Martins – Desde a aquisição da empresa pela Cosan, em 2012, a Comgás passou por uma série de mudanças, que refletiu também na gestão de pessoas. A companhia tinha como objetivo deixar de focar somente na distribuição de gás para se tornar uma companhia de prestação de serviços de energia. Iniciamos então um processo de engajamento dos funcionários na busca desse propósito, fazendo uma revisão de processos e de comportamentos esperados pela equipe. Assim conseguimos fortalecer nossa cultura corporativa, desenvolvendo as pessoas e dando a elas desafios reais. Passamos a oferecer reconhecimento por meio de um robusto processo de meritocracia. E ainda conquistamos um índice de 78% de favorabilidade na última pesquisa de clima, realizada neste ano, o que representa uma evolução de 16 pontos porcentuais desde 2012.

Mundo RH – Qual é o diferencial adotado na política de RH da Comgás para atrair e reter talentos?

Elisangela Martins – Temos uma liderança que estimula e valoriza a geração de ideias e a transformação dentro da empresa. Por isso implementamos um projeto de cultura, com ações de reforço da meritocracia, promovendo um ambiente de inovação por meio da autonomia dos nossos times. Também focamos num pacote de benefícios e incentivos que incluem a valorização do conhecimento e da qualidade de vida/saúde. Nós acreditamos que uma empresa com propósito forte e um clima estimulante consegue resultados extraordinários porque as pessoas sentem-se parte da transformação no dia a dia

 Mundo RH – Descreva como o RH conseguiu reduzir em 65% o tempo médio para preencher uma vaga?

Elisangela Martins – A Comgás precisava otimizar a prática de recrutamento e seleção e, para isso, fizemos uma revisão de processos e de comportamentos esperados da equipe. Percebemos que exigir 53 competências, como acontecia no passado, dificultava as buscas no mercado. Então selecionamos três atitudes desejadas dos funcionários, chamadas de três “is”: inquietos, interessados e impecáveis. Para encontrar esses profissionais, o RH envolveu os líderes, que hoje se sentem responsáveis pela atração de pessoas para a Companhia. Também trabalhamos em um projeto estruturado de Marca Empregadora, que tem como principal objetivo mostrar para as pessoas como é a experiência de trabalhar na Comgás. Essas medidas reduziram em 65% o tempo médio para preencher a vaga.

Mundo RH – Qual é o perfil de colaborador que a Comgás hoje busca no mercado?

Elisangela Martins – Procuramos talentos com o “jeito Comgás” por meio de três competências-chaves: inquietos (em busca da próxima melhoria, da próxima descoberta, da próxima fronteira), interessados (pessoas que inovam e antecipam o que importa para o cliente e o seu negócio) e impecáveis (na execução, para elevar o padrão de segurança e de tecnologia de todo o setor).

Mundo RH – Como a sua gestão busca inspirar os colaboradores a criar vínculos com a empresa?

Elisangela Martins – Acreditamos que as pessoas se engajam quando se sentem desafiadas e reconhecidas. Com isso, procuramos desenvolver todos com trabalhos relevantes e significativos. Além disso, buscamos realizar ações que engajam o funcionário, seja por meio de políticas de RH, iniciativas de comunicação interna ou eventos de integração, que incluem suas famílias e aproxima-os ainda mais da nossa empresa.

Mundo RH – Na sua opinião, quais são os atuais benefícios oferecidos pela empresa aos colaboradores que os tornam felizes em pertencer ao time Comgás?

Elisangela Martins – A Comgás possui uma ampla plataforma de benefícios. Na área da saúde, podemos destacar nossa academia dentro do escritório e orientação nutricional, além de várias campanhas ao longo do ano sobre cuidados com a saúde e prevenção. Já na área de desenvolvimento, oferecemos cursos pela nossa universidade corporativa, por meio das Escolas Comgás e de diversas parcerias com instituições de ensino. Pensando na família, temos licença estendida (maternidade e paternidade), auxílio creche, festas que reúnem a família e entregamos brinquedos de Natal. Ainda temos programas de reconhecimento que estimulam os funcionários e reforçam a nossa cultura de meritocracia. Essas são algumas das ações de valorizam o colaborador que transforma a história da Comgás.

Mundo RH – Como o RH busca promover o desenvolvimento de suas lideranças, como também fortalecer o engajamento dos seus colaboradores?

Elisangela Martins – Dentro das Escolas Comgás temos um conteúdo direcionado à Escola de Liderança, que tem como objetivo aprimorar os conhecimentos sobre gestão de pessoas, atualização de processos e reflexão sobre o papel do líder. Acreditamos que o engajamento é fortalecido todos os dias quando os líderes desenvolvem as pessoas por meio de desafios interessantes e uma gestão meritocrática.

Mundo RH – Como o RH está posicionado em relação à transformação digital?

Elisangela Martins – A Comgás está investindo muito em sua transformação digital. Entendemos que o mundo está mudando numa velocidade muito rápida e estamos nos preparando para acompanhar essa transformação. Quando falamos em transformação digital, nossa agenda é criar experiências para os nossos clientes – e quem fará isso é o nosso time, por meio dos processos internos e da forma de atender.

Do ponto de vista de RH, estamos também com esse mindset interno, buscando soluções tecnológicas que facilitem o dia a dia dos nossos funcionários nos diversos processos de gestão, que precisam ser simples e disponíveis. Além disso, temos um trabalho bastante intenso no LinkedIn, que é voltado não só para recrutar novos talentos, mas também para promover nossa cultura e nossas atividades dentro e fora da empresa. Entendemos que as redes sociais e as novas tecnologias são parte fundamental de qualquer estratégia de engajamento hoje em dia, e exploramos isso com nossos públicos externo e interno.

 Mundo RH – De que maneira a empresa busca recompensar seus colaboradores diante das metas atingidas?

Elisangela Martins – Temos uma política arrojada de remuneração variável atrelada aos resultados individuais e corporativos, por meio da qual o funcionário pode alavancar a sua remuneração anual. Um dos componentes fundamentais nessa equação é a avaliação de desempenho, que permite diferenciar as pessoas por meio de uma avaliação ampla que é feita não somente pelo gestor direto, mas também por outros gestores que possam contribuir com feedbacks no dia a dia. Os destaques do ano ainda são premiados com uma viagem.

Mundo RH – Descreva um case em gestão de pessoas implementado nos últimos anos que tenha gerado resultados positivos para os colaboradores e para a estratégia de negócios da empresa.

Elisangela Martins – Um case importante foi a criação do programa Times de Excelência, que reuniu 18 profissionais durante sete meses. O objetivo foi aprimorar a execução de projetos de melhoria de processos reais da Comgás. Essa ação possibilitou que a equipe desenvolvesse a capacidade analítica e crítica ao implantar e propor soluções e aprender de forma coletiva. No próximo ano, vamos continuar essa iniciativa e promover esse mesmo mindset no dia a dia.