Seis passos para planejar a carreira em 2018

Não podemos esquecer de reavaliar os objetivos que estabelecemos de tempos em tempos

Com a chegada do novo ano, Adriana Gattermayr, Head Coach da Gattermayr Coaching & Training, destaca dicas importantes para planejar a carreira em 2018 com segurança e foco. Segundo a coach, as orientações valem para quem busca uma recolocação no mercado, mudar de emprego ou começar a empreender. “O mais importante é lembrar que as metas têm que estar sempre alinhadas com nossos valores. Também não podemos esquecer de reavaliar os objetivos que estabelecemos de tempos em tempos, não porque estão difíceis de se atingir, mas para verificar se ainda somos aquele para o qual esses objetivos foram determinados”, ressalta Adriana.

Confira dicas para planejar sua carreira:

1)      Definir um propósito

Profissionais com propósito sabem onde querem chegar e o que querem conquistar. ​Dessa forma é possível determinar melhor os planos para a carreira e os objetivos de curto e longo prazo. Lembrando ​que as metas têm que estar relacionadas com o legado que a pessoa quer deixar e quem ela realmente quer ser.

2)      Começar a fazer uma reserva monetária

Com uma reserva monetária é possível realizar um planejamento melhor para começar a tirar os planos do papel. Quando a pessoa não tem essa reserva, as opções ficam mais limitadas e é possível se ver preso a situações e ambientes que não trazem felicidade. Poupar é a regra número um para quem deseja empreender, mas também é fundamental para emergências. O próximo ano ainda será muito instável, então preparar o bolso para o caso de uma demissão inesperada é ainda mais prudente quando enfrentamos uma crise. Quem tem um dinheiro guardado também pode sair do emprego indesejado e ir para o mercado com mais segurança.

3)      Exercitar a resiliência

Saber lidar com situações inesperadas é fundamental, principalmente nesse momento de crise.  No mesmo contexto do cenário interno esperado para 2018, será preciso estar preparado para enfrentar os desafios que vierem na questão profissional. Mas praticar a resiliência e realizar uma mudança de comportamento pode não ser fácil. Por isso, é importante que cada um encontre a melhor forma de exercitar essa habilidade.  Repetir mentalmente frases de impacto em momentos difíceis, quando se sentir desanimado ou sentir vontade de desistir, como “As únicas pessoas que falham são aquelas que não tentam” ou “Não consigo na verdade quer dizer que não tentei o suficiente” ajudarão a devolver a energia e trazer força para tentar novamente.

4)      Aprender e se atualizar

É importante estar sempre aprendendo e se atualizando. Sejam cursos virtuais, MBAs, pós-graduação, workshops, cursos de curta duração e principalmente o networking, que também é uma excelente maneira de se manter atualizado por conta da troca com outras pessoas. Não espere a necessidade para se atualizar. Quando vierem oportunidades ou desafios, você já estará pronto.

5)      Estar aberto para novas parcerias

A vida é feita do coletivo, tudo é feito em grupo. Por isso, é necessário estar aberto para parcerias que possam surgir. É importante não se isolar, e aí entra a questão do networking novamente. É muito mais fácil atingirmos nossos objetivos quando encontramos pessoas boas e qualificadas para criar novos laços. Se fechar à parcerias é se fechar a oportunidades.

6)      Desenvolver a flexibilidade

É importante lembrar que o planejamento é apenas um rascunho. Ser flexível e permitir a abertura de novas portas é fundamental para evitar a frustração e se manter no jogo. Sem planejamento somos sendo levados pela situação e, no final, podemos chegar em um desfecho que não agrada, que não tem nada a ver com realização. Com objetivo e planejamento traçados, mesmo que aconteçam imprevistos – e eles vão acontecer – o profissional estará preparado para transformá-los em sucessos e se manter no percurso rumo à meta definida.