Gestão em TI

10 Tendências do RHTech para 2020

O mercado de Tecnologia da Informação e Comunicação no Brasil apresentará um déficit de 290 mil profissionais em 2024

É normal o ser humano querer antecipar o futuro. Quem já tem ideia do que possa acontecer não é pego desprevenido e consegue se preparar para o que está por vir de uma maneira mais natural e eficiente. Talvez por isso sejam tão importantes as pesquisas e conteúdos sobre as tendências para o próximo ano.

 

No mercado de TI não é diferente. Com o tempo, algumas linguagens de programação passam a ser obsoletas, outras se tornam mais populares e novas tecnologias surgem. O comportamento do mercado reage às influências, transformando, assim, o trabalho dos desenvolvedores e dos recrutadores. A adaptação é a diferença entre as que se destacam e as demais. 

 

A contratação de desenvolvedores no próximo ano continua crescente. Muitas companhias estão criando ou expandindo a área de tecnologia das suas operações. O RH continua concorrendo pelos melhores desenvolvedores. Com esse crescimento, o mercado de Tecnologia da Informação e Comunicação no Brasil apresentará um déficit de 290 mil profissionais em 2024, segundo previsão da Brasscom (Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação).

 

Para sair na frente e se destacar, é essencial acompanhar as mudanças do mercado e o que está em alta. Neste texto, vamos abordar 10 tendências do RHTech para 2020, com assuntos relacionados às expectativas dos devs, comportamento do mercado e tecnologias mais procuradas. Fique de olho e planeje o seu ano!

1.  Transformação digital

As instituições em geral estão passando por uma transformação digital e isso não é de hoje. Mas a tendência é que se intensifique no próximo ano. Empresas de todos os portes, e até mesmo as mais tradicionais, estão buscando por inovação.

 

Afinal, ninguém quer ser visto como aquela que parou no tempo. Além disso, cada vez mais as corporações precisam ser atrativas para os profissionais de TI, e as que já possuem equipe de tecnologia são consideradas mais interessantes. Os desenvolvedores não são atraídos pela urgência e momentos críticos. Então, é melhor ser contratado por uma empresa com equipe de TI estruturada, onde ele estará inserido em uma comunidade de devs e melhor ainda se tiver um líder técnico referência.

 

A transformação digital está acontecendo no mundo todo, mas, para as companhias, o ideal é que ela comece de dentro, e não como uma imposição. Pode ser o momento de refletir sobre como tirar proveito disso.

2.         Transparência com o candidato

Prezar pela transparência no processo de recrutamento e seleção sempre foi importante e bem visto. A questão é que hoje fica ainda mais evidente quando isso não acontece e, com o mercado de TI aquecido, os candidatos têm a opção de procurar por outras concorrentes. As pessoas têm acesso a todo tipo de informação, de maneira instantânea. Por que no processo seletivo deveria ser diferente?

 

É interessante o RH passar o máximo de informações possíveis para os candidatos, incluindo esclarecimentos sobre a empresa, as atividades do cargo, as etapas do processo, o salário e os benefícios. Estabelecer uma comunicação aberta e processo humanizado é muito valorizado e pode ser o diferencial para uma contratação efetiva e evitar turnover.

 

Comunicação clara e alinhamento de expectativas auxiliam em um processo mais efetivo e evitam retrabalho e prejuízos. Isso tudo se torna mais natural quando a transparência é parte integrante do negócio.

3.         Recrutamento com hunting ativo

Segundo pesquisa da Stack Overflow, mais de 90% dos desenvolvedores já estão empregados, pelo menos meio período. Mais de 58% dizem que não estão ativamente procurando emprego, mas que estariam abertos a receber propostas. Portanto, o profissional RH Tech deve recrutar com foco maior no hunting ativo, em que a abordagem e o primeiro contato partem do recrutador.

 

Nessa estratégia, é essencial dar atenção para as boas práticas sobre a maneira de fazer a abordagem. Pergunte primeiro se a pessoa está aberta a receber uma proposta. A verdade é que com o mercado de TI atual, não é possível apenas publicar a vaga e esperar que os candidatos venham até você.

4.         Processos otimizados

Uma forte tendência para 2020 é o RHTech apostar em um processo de recrutamento e seleção cada vez mais otimizado e com foco na experiência do candidato. Como a maioria dos profissionais de TI já são empregados, eles acabam não tendo muito tempo para ir várias vezes no recrutador, nem para fazer testes longos, de muitas horas. Geralmente, isso não é realmente necessário, mas contribui para a evasão de candidatos. Portanto, a aposta é em processos humanizados e otimizados. 

5.         Mulheres na TI

O mercado de TI é ocupado, em sua maioria, por homens. Não é possível afirmar que isso deixará de ser verdade em 2020, mas, aos poucos, temos percebido mudanças em relação à representação feminina na área. Muitas empresas, buscando por diversidade, estão fazendo processos seletivos com foco em candidatas. Hoje, é crescente o número de mulheres que estão se especializando em diferentes cargos de TI. Com isso, algumas escolas profissionalizantes estão criando políticas de incentivo e inclusão para o público feminino.

 

Mas não adianta ter diversidade e não ser um ambiente inclusivo.

6.         Educação informal

Existem muitos cursos online e escolas profissionalizantes para a área de TI. Muitos desenvolvedores são autodidatas, sem necessariamente ter um diploma formal. Mas, ainda assim, algumas companhias continuam tendo certo preconceito com profissionais sem diploma de ensino superior. Mesmo que, muitas vezes, sejam pessoas com experiência, influência na comunidade de devs e conhecimento comprovado.

 

Quem tem resistência em relação a contratar esse tipo de profissional acaba perdendo ótimos candidatos. As empresas estão começando a entender como isso pode ser prejudicial para elas mesmas. Ao mesmo tempo, o crescente número de cursos informais e a alta demanda por profissionais colocam essa modalidade de ensino como uma tendência para o mercado.

7.         Recrutamento de empresas internacionais

É possível perceber a presença crescente de companhias internacionais recrutando desenvolvedores brasileiros. Os profissionais do Brasil são bem vistos pelo mercado internacional. Com a troca de informações cada vez mais facilitada, as tecnologias atuais capazes de “encurtar distâncias” e o trabalho remoto com mais adeptos, esse tipo de recrutamento ganha força.

 

Com isso, o RHTech brasileiro precisa se destacar ainda mais. Muitas empresas internacionais saem ganhando por trabalhar com tecnologia avançada e proporcionar trabalho flexível.

8.         Trabalho remoto

Trabalhar a distância é uma prática que vem sendo valorizada pelos profissionais e cada vez mais aceita pelos recrutadores. O desenvolvedor não precisa de um escritório muito estruturado para realizar o seu trabalho e para ele é interessante trabalhar de casa, ou de qualquer lugar. Fazer entregas de qualidade e no prazo se tornou muito mais importante do que o modelo tradicional de trabalho.

 

Fortalecendo essa tendência, vem a valorização dos devs pela sua qualidade de vida e horários flexíveis. Ao mesmo tempo, oferecendo a possibilidade de trabalho remoto, as empresas passam a ter maior visibilidade na sua vaga e um recrutamento com alcance muito maior, sem se limitar à localização.

9.         Tecnologias em alta

Algumas tecnologias estão em alta para 2020. Segundo pesquisa do Stack Overflow’s annual Developer Survey, linguagens e tecnologias têm sido fatores importantes para os desenvolvedores na hora de cogitar um novo emprego. Afinal, para eles é importante se manter atualizado no mercado.

 

É interessante o RHTech ficar por dentro do que vem ganhando destaque e analisar criticamente o que está sendo usado hoje na sua empresa. Algumas das tecnologias e cargos, que estão em alta hoje, são: Flutter, JavaScript (e seus frameworks: React, ReactNative, Node), o processo de Deploy, as ferramentas de DevOps, Inteligência Artificial, tecnologia em nuvem e de gestão de dados.

10.     RH especializado

O RH especializado em TI, ou RH Tech, vai ser cada vez mais demandado em 2020. O mercado de TI está carente de bons profissionais e o recrutador precisa conseguir atraí-los. Para isso, é importante saber conversar de igual para igual, entender os conceitos de tecnologia, definir demandas e saber avaliar e selecionar os candidatos. O RH se torna Tech.

 

As tendências para o próximo ano funcionam como direcionamento para futuras estratégias e comportamento da companhia, mas é importante, primeiramente, entender sobre a realidade, demandas e limitações do seu negócio. É interessante ficar por dentro das tendências e criar planejamentos que façam sentido para você, como RHTech, mas que também estejam alinhados com o mercado.

 

Por Fellipe Couto, fundador da Vulpi, empresa especializada em soluções de RH Tech.

 


Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar