Comportamento

5 dicas para desenvolver a criatividade no trabalho

Especialistas ensinam algumas dicas práticas para exercitar a criatividade e melhorar o jogo de cintura na profissão

O mercado de trabalho está em constantes transformações e tem se tornado cada vez mais exigente. Um diferencial importante atualmente é a criatividade, que estará entre as capacidades mais buscadas pelas empresas nos próximos anos, segundo o relatório “O Futuro do Trabalho”, realizado pelo Fórum Econômico Mundial. Conforme explicam os especialistas em desenvolvimento pessoal Taty Nascimento e Antonio Prates, criadores do projeto Vida com Método, uma pessoa criativa não é só aquela que cria coisas novas, mas também aquela que sabe lidar com diferentes tipos de situações e tem jogo de cintura para sair facilmente de problemas.

Além disso, conforme Antonio ressalta, a criatividade não serve apenas para o lado profissional, mas também para o pessoal. “Diante de dificuldades em um relacionamento pessoal, esse potencial pode ser a solução para sair de uma verdadeira cilada na qual as relações nos colocam de vez em quando”, explica.  Taty conta que todos nós nascemos com uma grande capacidade de criatividade, mas isso vai muitas vezes se perdendo ao longo do processo educativo ou devido às imposições da sociedade. “As pessoas geralmente se baseiam em respostas predeterminadas pela sociedade, ou então naquela em que o professor diz ser a certa, sem permitir que a criança questione. Esses fatores acabam destruindo o nosso processo criativo”, conta.

Os especialistas observam que cada vez mais as pessoas são estimuladas a seguir influências do mundo externo, sem fazer reflexões e sem pensar sobre os temas para construir a própria verdade. “Muitas vezes vamos atrás do que já está pronto, pois é mais fácil, e nos deixamos influenciar principalmente pelo conteúdo que chega até nós pela televisão, deixando de exercitar nossa imaginação” aponta Antonio.

Para melhorar essa característica, Antonio e Taty ensinam algumas dicas práticas que ajudam a exercitar a criatividade e facilitam na resolução de problemas do dia a dia:

Busque sair do piloto automático

Taty reforça que a criatividade é como um músculo que precisa ser exercitado. “Procure quebrar a rotina, faça programas diferentes, se exponha a novidades e saia do lugar comum”, aconselha. Ela explica que isso não quer dizer que seja preciso necessariamente viajar, mas essa é também uma excelente opção para ampliar os conhecimentos.

Procure “hobbies” artísticos

A arte também é uma prática extremamente criativa, dessa forma Antonio aconselha que as pessoas procurem atividades relacionadas a arte, como teatro, exposições ou até mesmo assistir ao lançamento daquele filme divertido no cinema. “Toda forma de arte vale como um estímulo à nossa criatividade. E uma coisa melhor ainda do que assistir é observar, se colocando como o agente criativo da arte”, indica o especialista destacando que, dessa forma, a pessoa também consegue desenvolver alguma técnica artística que pode ser muito construtiva no processo de aprimorar o nível de criatividade.

Trabalhe sua intuição

A intuição precisa de um contexto para aflorar. Esse contexto, segundo os especialistas, é um estilo de vida mais saudável que permite que as pessoas se conectem mais com a verdadeira essência, os sentidos e o que é emocional no dia a dia. “Existem várias técnicas, como a de respiração e autoconhecimento, que ajudam a desenvolver a intuição”, explica Taty. A especialista ensina que para fazer a técnica de respiração, é simples, basta realizar respirações profundas, preenchendo o pulmão e o diafragma com ar, fazendo uma respiração realmente completa.

Melhore suas relações

Antonio ressalta que é muito importante cultivar relacionamentos saudáveis, uma vez que um dos fatores que auxiliam na energia criativa está no relacionamento afetivo, em vivenciar o amor e o carinho. “Na teoria, parece não fazer muito sentido essa conexão, mas esse fator faz toda a diferença no desenvolvimento da criatividade”, declara.
Leia mais

O exercício da leitura é, por essência, uma forma de aprender que nos obriga a imaginar. Taty conta que principalmente porque o texto não tem imagens ou sons, mas apenas palavras que irão construir determinado cenário utilizando as experiências de cada pessoa, a leitura se torna um exercício muito poderoso de imaginação. “O que seria a criatividade, senão uma imaginação bem desenvolvida? Portanto invista em um bom livro, comece com um tema que você gosta e depois amplie as possibilidades”, indica. Ela explica que assim as pessoas conseguem exercitar a mente e desenvolver a criatividade para lidar com situações embaraçosas.

Foto: Pixabay

Etiquetas

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios