Variedades

5 tecnologias para ganhar dinheiro em 2020

Novas soluções possibilitam diversificação do portfólio em momento de juros baixos e crise econômica e podem resolver a vida financeira em 2020

Durante mais de duas décadas desde o início do Plano Real, em 1994, o brasileiro conviveu com o conforto de aplicações simultaneamente rentáveis, líquidas e seguras. No entanto, o cenário para as finanças mudou completamente e a tecnologia também. De outubro de 2016 até hoje, o Comitê de Política Monetária (Copom) cortou a taxa Selic 15 vezes e agora o país convive com juros de 5% ao ano. “Em investimentos, rentabilidade, liquidez e segurança são conceitos mutuamente excludentes. Os juros elevados por tanto tempo criaram uma distorção, que agora começa a ser corrigida e requer mudança de hábitos”, diz o estrategista chefe da Levante Ideias de Investimento, Rafael Bevilacqua.

A mudança de cenário faz o brasileiro começar a mudar sua relação quanto a investimentos e reserva de valor e as tecnologias estão aí para facilitar a vida. Através de novas soluções, é possível montar uma carteira diversificada, com ativos que têm performado acima da média neste cenário adverso.

Conheça algumas plataformas de investimento para começar 2020 com mais dinheiro:

Robô Score

Desenvolvido pela SABE Invest, a inteligência artificial seleciona as ações da Bolsa com maior probabilidade de valorização, com base em análise fundamentalista e um banco de dados de mais de 120 mil demonstrativos financeiros. A estratégia tem funcionado. A carteira SABE obteve rentabilidade de 722%, superior ao Ibovespa em 607 pontos percentuais no longo prazo (dezembro de 2014 a outubro de 2019), período marcado por queda dos juros e forte volatilidade do índice de ações.

“Com as informações de fechamento do pregão diário, após o “aftermarket”, selecionamos as ações de companhias que alcançaram as maiores altas, as maiores baixas e que foram mais negociadas no mercado à vista. Calculamos, para cada companhia, com suporte de Inteligência Artificial, vários indicadores de balanço e de mercado, que permitem obter um score ranqueado para seleção das melhores e piores companhias para investir”, explica o CEO da SABE Invest, Luiz Guilherme Dias.

Robô garimpeiro

A Hurst Capital também desenvolveu um robô para investimentos, mas focado em ativos reais. A inteligência artificial busca oportunidades em precatórios, dívidas reconhecidas, líquidas e certas de governos municipais, estaduais e federal que podem oferecer rendimentos de 20% ao ano.

Os algoritmos vasculham os sites dos tribunais de justiça, diários oficiais e processos judiciais que contenham precatórios, a fim de selecionar aqueles que preencham as características consideradas ótimas para aquisição. “Os robôs de investimentos, que contam com capacidade de processar informações numa dimensão sobre-humana, diminuíram exponencialmente os custos de transação inerentes à pesquisa, análise e avaliação de riscos e retornos de ativos raros ou pouco visíveis, como é o caso dos precatórios”, explica o CEO da Hurst, Arthur Farache. Qualquer pessoa consegue investir em precatórios, pela plataforma da Hurst, com R$ 10 mil.

Renda Fixa acima do CDI

O app Renda Fixa permite que o investidor filtre, entre mais de 24 mil fundos, aqueles que apresentam rendimentos superiores a diversos benchmarks, como o tradicional CDI. É o caso dos RDBs (Recibo de Depósito Bancário), que são títulos privados emitidos por bancos para financiar operações de crédito, e das LCs (Letras de Câmbio), emitidas por instituições financeiras, com lastro em operações cambiais. Conforme pesquisa realizada no próprio app Renda FIxa, atualmente é possível encontrar RDBs e LCs com rentabilidade líquida superior a 30% (descontando taxas e imposto de renda), de acordo com o prazo de vencimento da aplicação. Quanto maior o tempo em que o dinheiro ficar aplicado, maior o retorno, portanto.

Dólar em criptomoeda

Para quem deseja manter parte de seu patrimônio vinculado à variação do dólar, mas não quer precisar comprar a moeda para isso, uma alternativa é usar a tecnologia da GoMoney, empresa responsável pelo lançamento da primeira criptomoeda lastreada em dólar, o GMC (GoMoney Coin).

Com a paridade 1 GMC = US$ 1, este ativo se torna bem menos volátil que as criptomoedas sem lastro do mercado – o dólar, aliás, encontra-se em seu maior patamar da história. “O GMC pode ser convertido em qualquer outra moeda (euro, iene, real etc.) pela cotação do dia ou mantido como ativo que flutua seguindo a moeda americana”, explica Osman Velazquez, Co-CEO & CFO da GoMoney. Desta forma, a criptomoeda pode ser utilizada em viagens ao exterior e transferências de recursos.

Aluguel em dólar

Investir em um imóvel para alugá-lo em aplicativos como o Airbnb, em dólar, garante uma renda rendimentos vitalícios na mais forte e segura moeda do mundo. O investidor consegue driblar o câmbio elevado adquirindo imóvel com deságio de até 35% em leilão, segundo explica Ricardo Molina, autor do livro Como Ganhar Dinheiro com Vacation Homes e CEO da Talent Realty.

De acordo com Molina, o rendimento proporcionado pelo aluguel de casas nos Estados Unidos pode chegar a 12% ao ano, ganho que permite quitar totalmente o imóvel em pouco tempo. Os apartamentos de maior demanda por investidores brasileiros são justamente aqueles localizados em cidades turísticas de alta procura por turistas, como a Flórida. Segundo dados da National Association of Realtors (Nars), os brasileiros investiram mais de US$ 2 bilhões em imóveis na região, no ano passado.


Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar