Diversidade

A igualdade de gênero no ambiente corporativo e a necessidade de sermos “intencionais”

Diversidade no ambiente corporativo é mais do que uma questão social

Este mês comemoramos o Dia Internacional da Mulher. A data nos lembra conquistas femininas importantes, desde as mais conhecidas como o direito ao voto e leis contra a violência doméstica, até outras menos destacadas no dia a dia, como o título da britânica Augusta Ada King, primeira pessoa a desenvolver programação para computadores, no século XIX. Este período do ano também nos faz refletir sobre o caminho que ainda precisa ser percorrido e o do nosso papel como organização e líderes para promover a igualdade de gênero no mercado de trabalho.

A diversidade no ambiente corporativo é mais do que uma questão social. É também uma questão estratégica. E as companhias que não se atentarem para isso terão dificuldades no futuro. Diversos estudos já comprovam o ganho operacional de empresas que contam com diversidade de gênero entre suas lideranças. Esta pluralidade proporciona um cenário com diferentes experiências, ideias e soluções trabalhando juntas por um objetivo comum.

Reconhecendo a importância do nosso papel na diminuição das lacunas provocadas pela desigualdade de gênero no ambiente corporativo, decidimos ser mais intencionais nas nossas ações. Hoje, a Mars Wrigley tem uma forte representação feminina em cargos de liderança: mulheres ocupam 50% dos cargos de diretores e mais de 44% de gerentes em nosso negócio. Isso é resultado do trabalho focado na promoção da diversidade. Intencionalmente, atraímos talentos femininos de alto calibre para a nossa organização. Em 2019, as mulheres foram 43% dos nossos novos contratados, contra 34% em 2018.

Mas, por mais positivas que sejam as políticas desenvolvidas para alcançarmos nossas metas voltadas ao público feminino, estas de nada adiantam se não forem abraçadas por quem faz a empresa no dia a dia. Este é o segundo ponto a ser destacado quando falamos em intencionalidade na diversidade de gênero. Toda empresa é constituída pelas pessoas que estão dentro do prédio, e não pelo prédio em si. É só a partir do momento que nossos colaboradores acreditam e praticam as ideias no dia a dia, que as políticas internas deixam de ser apenas um papel preso a um mural.

Por isso, estamos constantemente desenvolvendo nossas lideranças para promoverem um ambiente de trabalho mais inclusivo. Também realizamos treinamentos voltados para um recrutamento com excelência, com o objetivo de abordar os preconceitos, conscientes e inconscientes, e as barreiras culturais que podem limitar nossos associados a alcançar seu pleno potencial.

Neste mês das mulheres é importante que o debate dê um passo à frente e não se limite apenas a métricas. Exemplos de boas práticas estão por aí aos montes. É momentos de agir de forma prática e objetiva, com projetos e metas capazes de promover de fato a igualdade de gênero dentro das empresas.

Por Harvey Millar, General Manager da Mars Wrigley Brasil

 


Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar