Comportamento

A importância de desenvolver a habilidade de relacionamentos interpessoais

Especialista dá dicas de habilidades interpessoal e intrapessoal

A importância de desenvolver a habilidade de relacionamentos interpessoaisQuantos tipos de relacionamentos temos durante todo um dia? Seja em casa, no trabalho ou no lazer estamos cercados, a todo o momento, por diversas relações interpessoais. Apesar do nome geralmente não ser muito conhecido, praticamos esse tipo de relacionamento diariamente, ao conviver com diversos perfis de personalidade.

Podemos definir relacionamento interpessoal como a ligação, conexão ou vínculo entre duas pessoas ou mais pessoas dentro de um determinado contexto. Este, por sua vez, pode ser o ambiente de trabalho, familiar, social, religioso, amoroso ou educacional, por exemplo. O relacionamento interpessoal sempre muda, tudo depende do contexto em que ele está inserido. Isso significa que o seu modo de se relacionar no ambiente de trabalho não será igual em seu relacionamento familiar, do mesmo modo que você terá comportamentos diferentes se estiver no meio de uma comunidade de “apenas conhecidos” ao invés de estar entre amigos mais íntimos.

“Como seres sociais, todos nós desenvolvemos algumas habilidades interpessoais desde o início da vida. No entanto, por interferência da cultura, educação e do ambiente de maneira geral, algumas dessas habilidades acabam ficando escondidas no nosso subconsciente. Colocar as que já temos em prática e aprender as demais que precisamos são as partes que requerem esforço. Mas, é um esforço que vale a pena, considerando que, na vida, assim como no trabalho, temos que nos relacionar bem com as pessoas para conseguir melhores resultados”, afirma Carolina Manciola – Sócia-Diretora da Posiciona Educação & Desenvolvimento.

Autoconhecimento

Nos relacionamos com as pessoas da mesma forma com que nos relacionamos com nós mesmos. Se temos dificuldades em nos aceitar, perdoar, reconhecer nossos talentos e entender a nós mesmos, certamente teremos todas essas dificuldades com as pessoas que convivemos. Por isso, o autoconhecimento é o principal caminho para ter bons relacionamentos interpessoais. Algumas dicas para melhorar o relacionamento com você mesmo e consequentemente com as pessoas são:

 Entenda suas emoções: cada emoção traz uma reação diferente e, se você é capaz de entendê-las, elas não são capazes de dominar sua vida. Quando você entende como cada emoção age em sua vida, você também se torna capaz de entender as emoções dos outros;

Descubra seus pontos fortes e pontos fracos: reconhecendo que você é bom em muitas coisas e falho em muitas outras. Quando você se aceita, é capaz de aceitar o outro;

Perdoe-se quando errar: seja menos crítico e entenda que você é um ser humano, e todo ser humano comete erros. Quando você é capaz de lidar com seus erros, consegue lidar com os erros das pessoas;

Entenda quais são suas necessidades nas relações: ser reconhecido, ser amado, ter atenção, ser ouvido, se expressar, ser apoiado e/ou motivado. Quando você reconhece suas necessidades, consegue reconhecer o que as pessoas querem e esperam de você;

Ame-se: essa é a regra básica para se relacionar com qualquer pessoa. O amor começa dentro. Se você não é capaz de se amar, não conseguirá transmitir esse sentimento para outra pessoa.

Aceite as diferenças: as pessoas são diferentes, têm necessidades, pensamentos e sonhos diferentes. Não existe certo e errado nas relações, e o que pode ser bom para você, pode não ser para o outro.

Habilidades interpessoais no trabalho

Dentre todos os tipos de relação, as profissionais são as mais delicadas. Isso porque, diferentemente das outras, não podemos escolher quem serão nossos colegas de trabalho, chefes, equipe e clientes. Criar bons relacionamentos profissionais é muito importante para a construção da carreira, já que problemas de relacionamento interferem na produtividade, na qualidade de vida no trabalho e na motivação. Algumas das habilidades interpessoais mais importantes para se ter no ambiente de trabalho são:

Comunicação verbal: o primeiro passo é falar sem pressa e com consideração, validando as opiniões do outro em relação às suas colocações.

Comunicação não-verbal: a linguagem corporal pode falar mais que as palavras em si. Expressões faciais, contato visual, postura, voz e gestos são alguns exemplos de comunicação não-verbal capazes de revelar as suas verdadeiras intenções, sejam elas boas ou ruins.

Ouvir: se alguém fala, os outros precisam ouvir. O ciclo da comunicação não se completa enquanto o ouvinte não decifra a mensagem.

Cordialidade: A cordialidade é algo que não pode faltar no trato com outras pessoas, ainda mais considerando um contexto de equipe.

Respeite a Diversidade: assim como nós, cada pessoa tem sua origem e sua história, que merece ser sempre honrada e respeitada. Devemos sempre buscar evoluir como seres humanos e defender o respeito às diferenças sejam elas quais forem.

Mantenha o Respeito: seja qual for o problema, jamais perca o respeito pelas pessoas com as quais convive ou se deixe levar pela raiva ou pela insatisfação. O respeito ao próximo é à base de todo relacionamento interpessoal e uma prova de civilidade e humanidade.

Questionar: Questionar é uma ótima maneira de começar uma conversa. Trata-se, no entanto, da qualidade dos questionamentos, que devem instigar o grupo a pensar em novas maneiras de resolver um problema.

Boas maneiras: Infelizmente, uma pessoa que não tem boas maneiras é considerada menos inteligente. No mundo dos negócios isso também acontece. Portanto, saber se portar pode evitar alguns obstáculos na comunicação.

Solução de problemas: Dias sem problemas para resolver são raros. Uma pessoa que tem a habilidade de resolver problemas de maneira eficiente, ou seja, identificando o problema, entendendo-o, examinando as possibilidades, propondo um sistema estratégico e colocando o plano em prática, certamente será valiosa para sua empresa.

Consciência Social: Estar em sintonia com as pessoas à sua volta é fundamental para desenvolver um bom trabalho.

Gerenciamento pessoal: Assim como é importante saber controlar as suas próprias emoções.

Etiquetas

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios