Opinião

A importância do Programa de Assistência ao Empregado (EAP) na vida dos trabalhadores

A ideia é oferecer suporte para que o colaborador consiga superar com mais tranquilidade momentos desafiadores de sua vida pessoal ou profissional

A importância do Programa de Assistência ao Empregado (EAP) na vida dos trabalhadores

Os programas de assistência ao empregado têm o objetivo de aumentar o engajamento dos funcionários enquanto desenvolvem uma cultura de saúde e bem-estar para as empresas. Os empregadores reconhecem que os problemas pessoais do colaborador afetam o ambiente de trabalho. Funcionários que enfrentam dificuldades em situações diárias ou assuntos mais delicados precisam ser amparados e orientados. É exatamente isso que o serviço de EAP faz, por meio de suporte especializado e educação em saúde.

Garantindo o bem-estar dos funcionários, as empresas conquistam um ambiente de trabalho melhor e criam condições para que o colaborador desenvolva suas atividades com melhor desempenho, reduzindo custos de saúde. Ganham as empresas e ganham os colaboradores.

Recentemente fizemos uma análise de 32 mil atendimentos realizados pela Optum em 2018 no Brasil com serviços de EAP. Os dados mostraram que 40% das ocorrências estavam relacionadas a problemas emocionais, que incluem situações como stress e depressão. A busca por ajuda para a resolução de problemas jurídicos, como orientação em separações e pedidos de pensão, representou 32% das demandas no ano passado. Já a procura por auxílio para solucionar problemas sociais, como dúvidas sobre previdência social e internações hospitalares, respondeu por 20% das ocorrências. Os atendimentos para dar suporte a problemas financeiros ficaram na quarta colocação, com 5% das chamadas. Incidentes críticos relacionados às empresas responderam pelo restante dos registros.

O EAP oferece suporte especializado para as mais diversas situações. O serviço inclui assistência psicológica, que pode contemplar sessões presenciais de terapia; orientação jurídica, consultoria financeira e serviço social, com atendimento telefônico ou presencial. A ideia é oferecer suporte para que o colaborador consiga superar com mais tranquilidade momentos desafiadores de sua vida pessoal ou profissional. Este serviço também é muito importante na ocorrência de incidentes críticos nas empresas.

Para que os funcionários tenham mais acesso aos serviços, é preciso preparar e conscientizar os gestores a identificarem colaboradores que precisam deste auxílio. Também é papel da empresa trabalhar a comunicação interna para que os colaboradores compreendam que o serviço de assistência é uma ferramenta importante para melhorar a qualidade de vida e desempenho no trabalho. Oferecemos materiais de comunicação tanto para estimular o conhecimento do programa no momento da implantação e e-mails de engajamento mensais, com temas diversos de saúde mental e bem-estar.

De acordo com um levantamento que fizemos, as mulheres foram as que mais solicitaram ajuda nos programas estruturados pelas empresas, respondendo 55% dos casos, em 2018. Na análise por faixa etária, funcionários de 30 a 39 anos foram os que mais se valeram dos serviços de apoio ao empregado geridos pela Optum no Brasil em 2018. Este grupo respondeu por 42% dos casos notificados e atendidos.

Também identificamos que o segundo grupo que mais se beneficiou dos serviços foi o de colaboradores com idades entre 20 e 29 anos (24 %), seguido por funcionários na faixa de 40 a 49 anos (20%) e 50 a 59 anos (6%).

Recentemente, ocorreu no Brasil um dos maiores acidentes em operações da indústria nacional. Em ocasiões como esta, temos uma rede de assistentes sociais e psicólogos em todo o Brasil, prontos para dar apoio local imediato às empresas, famílias de funcionários e à comunidade impactadas.

Ao mesmo tempo em que o principal foco é o fator humano, o retorno ao ritmo normal das atividades é uma necessidade. Esse é um trabalho muito importante para confortar e ajudar as pessoas a retomarem suas vidas após uma situação traumática desta magnitude.

Já atuamos em mais de 2,2 mil casos de incidentes críticos de grande repercussão no país nos setores aeroviário, óleo e gás, transporte e indústria. Nossos profissionais especializados, que seguem as melhores práticas internacionais, podem conduzir as crises da maneira mais adequada, fortalecendo não somente a equipe, mas a imagem e a reputação da empresa.

Por Carmem Cremonezi, gerente de Operações de Bem-estar da Optum no Brasil

 


Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios