Opinião

A quebra de paradigmas e as mudanças nas rotinas das empresas com o novo Coronavírus

Novos procedimentos de segurança, novos hábitos e horários foram estabelecidos por empresas dos mais diversos segmentos

O avanço de casos de Covid 19 no Brasil promoveu mudanças sociais e organizacionais no mundo dos negócios. Empresas dos mais diversos segmentos e portes se mobilizaram para se adaptar aos novos processos de trabalho para assegurar o fluxo de dados e os resultados esperados, e instalaram novos procedimentos para garantir a saúde, qualidade de vida e bem estar de colaboradores.

Companhias de todo o país mudaram rotinas e criaram métodos de administração e gestão. São empresas como Grupo Sabin, que adotou medidas emergenciais de enfrentamento ao novo Coronavírus. “Desde o registro dos primeiros casos, o Grupo Sabin assumiu o compromisso de incluir ações sérias de enfrentamento ao Covid 19 e, a partir das boas práticas e melhores protocolos de segurança em saúde, estabelecidos pela Organização Mundial de Saúde (OMS) e pelo Ministério da Saúde (MS), implantamos procedimentos preventivos para controlar e evitar a disseminação do novo coronavírus entre os nossos colaboradores e clientes”, destaca a Presidente Executiva do Grupo, Dra Lídia Abdalla.

A empresa estruturou um comitê de gerenciamento do COVID 19, com profissionais que acompanham em tempo real todos os desdobramentos da pandemia e implanta ações preventivas para assegurar a prevenção e proteção de colaboradores e clientes. O Sabin implantou medidas específicas de proteção individual, higienização e limpeza nas unidades espalhadas pelo país e na Sede, reduziu o fluxo de pessoas em suas instalações com a implantação de horário diferenciado de trabalho e realizou mudanças nas escalas. Novos horários de funcionamento das unidades foram criados para preservar a cobertura das cidades de atuação e de serviços importantes para população que, independente da pandemia, necessitam de cuidados com a saúde. A medida é uma forma de evitar a exposição de pacientes a ambientes dos pronto-socorro hospitalares para se submeterem a exames. Nessas unidades não são realizados o exame de COVID-19, seguindo os protocolos de segurança do paciente.

Preocupada também com o bem estar dos profissionais com mais de 59 anos, a empresa também liberou para férias antecipadas ou compulsórias estes colaboradores, as grávidas a partir de 37 semanas e os que possuem algum tipo de doença crônica. Outra novidade na rotina foi a permissão de profissionais capacitados para a realização de trabalho remoto para algumas equipes/áreas e a disponibilização do serviço de atenção primária a saúde, com suporte telefônico 24 horas, para esclarecer dúvidas e assegurar atendimento de excelência aos clientes e comunidade médica. Além disso, colaboradores com sintomas de resfriado ou gripe foram liberados sem apresentação de atestado médico e os que possuem familiar ou coabitante residencial com diagnóstico de COVID-19 foram liberados para isolamento residencial.

A líder da empresa desataca também que um dos fatores primordiais é garantir a atuação segura dos profissionais que estão na linha de frente do Sabin. “Asseguramos toda a rede de proteção dos nossos colaboradores com Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), inclusive máscara, em conformidade com as diretrizes e orientações do Ministério da Saúde, do Centers for Disease Control (CDC) e da Organização Mundial da Saúde. São instrumentos de trabalho dos que que realizam a coleta e processamento do exame para COVID-19 como outras equipes, atendendo as boas práticas em segurança em saúde”, destaca a executiva”.

Pioneirismo, informação e parceria – Mantendo o pioneirismo, marca registrada da empresa, a equipe de Pesquisa e Desenvolvimento do Sabin desenvolveu em apenas 20 dias o teste molecular para a SARS-CoV-2 (Covid 19). “O teste é validado e apto para diagnósticos confirmatórios de casos suspeitos da doença pelo Ministério da Saúde. O exame está disponível em mais de 40 cidades no Brasil exclusivamente por meio da coleta em domicílio e em hospitais para pacientes internados e de pronto socorro. O atendimento é feito por equipe especializada, com equipamentos de proteção individual que são descartados após cada coleta”, destaca.

Ciente da importância da informação, a empresa implantou uma ampla campanha interna e externa de esclarecimento de dúvidas e disseminação das informações sobre higiene individual, nos espaços de trabalho e em domicílios, além da participação das equipe médica e técnica em matérias educativas sobre a doença, prevenção e diagnóstico, apoiando o processo de educação conscientização e atitudes preventivas.

Outra iniciativa importante do Grupo foi a parceria com diversos fornecedores para garantir o abastecimento de insumos e materiais para a realização de exames. “Somos um dos poucos grupos que manteve a capacidade produtiva de processamento de exames para detecção do COVID-19 sem interrupção no país até o momento”, finaliza.

 

Etiquetas

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar