Gestão em TIOpiniãoSoluções para RHTecnologia

Apagão digital e escassez de profissionais de TI de um lado e oportunidades de emprego de outro. Como resolver?

Parcerias com edtechs podem auxiliar na capacitação e contratação e ainda gerar equidade, diversidade e impacto social em um país marcado pela desigualdade e falta de oportunidades

Por Carmela Borst – CEO SoulCode

 

O Brasil registra mais de 13 milhões de desempregados e notícias de crescimento da pobreza e falta de oportunidade são, infelizmente, realidades que enfrentamos todos os dias. Mas dentro deste cenário desolador, existe uma área que escancara 800 mil posições de emprego sem profissionais capacitados para ocupar estas vagas até 2025: estamos falando do segmento de TI, que vive um apagão de talentos.

Vale lembrar que no centro desta questão estão também as lideranças de TI, que precisam de equipes alinhadas com as qualificações exigidas pelo setor, e os gestores de RH, que não conseguem compor seus quadros devido à falta de profissionais preparados para estas funções.  A boa notícia para as empresas é que o número de edtechs, startups de educação e capacitação tecnológica não formais, tem crescido desde 2017, tornando-se um grande alavancador de conhecimento e geração de oportunidades que causam um grande impacto nas empresas e na sociedade como um todo. E este sem dúvida é um caminho para unir à necessidade das empresas com a das pessoas que precisam de capacitação e emprego.

A SoulCode, edtech fundada em 2020, é um dos players de mercado que promove educação digital com metodologia ágil para atender este gap no mercado de TI, associado com o propósito de promover diversidade e oportunidade para ser realmente inclusiva.  A startup promove a capacitação das pessoas de forma ágil, cerca de 4 meses, desenvolvendo todas as habilidades técnicas – hard, soft skills e inglês básico – que esta pessoa precisará para atuar na área. Já foram mais de 1500 vidas impactadas via treinamento de ponta e geração de emprego; e serão 5 mil até o fim do ano.  Os cursos são 100% on line, ao vivo e gratuitos.

Para o RH, atuar junto a parceiros que promovam capacitação por meio de um funil de pessoas diversas oferecendo a mão de qualificada (e escassa, como já falamos!) é uma estratégia de negócios e uma ação de transformação social ao mesmo tempo. A roda gira de forma virtuosa, pois de uma só vez, é possível capacitar, gerar oportunidade de empregos e auxiliar as empresas com profissionais de TI prontos para atuar em funções como Desenvolvedor Salesforce, Engenharia de Dados, Java Full Stack, Analista de Mídia Digital e Performance.

TNT, Google Cloud, Raízen e Accenture são algumas empresas que hoje atuam como parceiros da SoulCode na formação destes profissionais, que são absorvidos em seus quadros de funcionários e, por sua vez, pagam a próxima bolsa de estudos para a startup.

Vale ressaltar que quando geramos uma oportunidade real para a pessoas transformarem suas vidas, como fazemos na SoulCode, criamos também um link emocional com estes candidatos, que se tornam gratos e percebidos, atendidos em suas necessidades e respeitados em sua condição e suas potencialidades. Este cenário também é muito positivo para as empresas, pois estes profissionais chegam com espírito de pertencimento, gratidão e querem dar o melhor de si, trabalhar, desenvolver carreira; o que diminui turnover e gera retenção de talentos aliados a um propósito.

É sabido também que para o RH ter opções de recrutar estes talentos em outros lugares que não sejam apenas faculdades e universidades é um caminho de sucesso, pois existem pessoas com potencial incrível, mas que se tornam invisíveis por não estarem na chamada educação formal. Este caminho para recrutamento e capacitação de profissionais pode e deve ser ampliado, amenizando este grande problema de falta de mão de obra qualificada.

Acreditamos muito no futuro, no caminho Tech for Good (Tecnlogia para o Bem) e com isso, empresas e sociedade devem e vão avançar de forma efetiva na educação, geração de empregos e oportunidades para tantos brasileiros e brasileiras; homens, mulheres, negros, brancos, trans, portadores de necessidades especiais e queremos estar juntos às empresas, aos movimentos, às instituições para sermos agentes desta mudança que todos nós merecemos ver.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo