BenefíciosGestão

Auxílio home office se consolida nas empresas

A proposta é dispor as opções de onde o colaborador pode utilizar os benefícios, podendo escolher onde mais precisa naquele momento

Uma pesquisa realizada pela Spring Profissional mostrou que cerca de 38% das empresas continuarão suas atividades remotamente até 2021. Entre as 200 empresas que participaram da pesquisa, 28% mudou os benefícios oferecidos aos funcionários, como possibilidade de modelo híbrido de trabalho no futuro.

Em outros casos, houve trocas da função do benefício, permitindo verbas para que o funcionário use em questões como compra de materiais de escritório e pagamentos de luz e internet, por exemplo. Em pesquisa feita pela FESA, com profissionais de diversos setores e níveis hierárquicos, 85% apontaram que esses tipos de benefícios os motivariam. E apenas 8% afirmam que a empresa já oferece benefícios nesse formato.

“A empresa vinha com um crescimento de 20% de clientes pequenos, mas na pandemia tivemos alta e nosso faturamento cresceu 1.000% em relação ao mesmo período de 2019”, comenta Marcelo Ramos, chairman da Vee Benefícios.“A proposta é dispor as opções de onde o colaborador pode utilizar os benefícios, podendo escolher onde mais precisa naquele momento”, complementa Ramos.

Em alguns processos de seleção, principalmente para vagas em que a atuação será à distância, essa possibilidade de auxílio é uma surpresa vista com bons olhos entre os candidatos, afirma Sarah Moreno, sócia consultora especializada no setor digital tech da FESA Group, consultoria em gestão de talentos e desenvolvimento organizacional.

“Essa cultura do trabalho home office não fazia parte da rotina da maioria das empresas, mesmo assim, aquelas que empregavam esse método ao menos uma vez por semana, não pensavam na possibilidade de reverter os auxílios. Hoje, tornou-se algo essencial para que os colaboradores possam seguir com as atividades em casa, mantendo a qualidade de vida que tinham dentro do escritório.

Essa possibilidade de usar o benefício para compras de materiais de escritório, pagamentos de contas ou até mesmo, consultas em terapia, são fatores que refletem as necessidades atuais e do futuro do trabalho. Inclusive, entre os processos de seleção essa opção de benefício flexível pode se tornar diferencial de empresa para os candidatos”, comenta Sarah.


Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo