Benefícios

Bem-estar físico e mental é o que mais atrai talentos

Pesquisa mostra que 36% das pessoas consideram que benefícios voltados para saúde e bem-estar seriam decisivos para aceitar um novo emprego

Na guerra por talentos, um pacote estratégico e amplo de benefícios pode ser o grande diferencial de uma empresa.
A pesquisa “Tendências de Benefícios 2022”, realizada pela Onze, empresa com foco em Previdência Privada Corporativa, revelou que as companhias que investem no bem-estar físico, mental, intelectual e financeiro são as que mais retêm talentos
O levantamento que ouviu mais de 1.800 empresas mostra que 36% das pessoas consideram que benefícios voltados para saúde e bem-estar são decisivos para aceitar um novo emprego. E mais:

– 19% escolheriam um emprego pela flexibilidade
– 14% gostariam de receber auxílio para saúde Mental
– 27% gostariam de ter um plano de academia para melhorar a saúde física
Os benefícios são para os colaboradores, mas também para as empresas que economizam em despesas médicas e aumentam significativamente a produtividade e a percepção do ambiente de trabalho do time.


“Ser uma empresa “Health Friendly” é apostar na prevenção, com programas focados em manter a saúde emocional e física dos colaboradores e seus familiares. Só assim conseguiremos reverter os números de absenteísmo e rotatividade”, destaca Karen Salirrosas, Diretora Médica Executiva da Smart Doctor, healthtech que oferece às empresas soluções focadas na saúde e bem-estar dos colaboradores.

O GetNinjas implementou ações internas focado no bem-estar dos colaboradores e já sentiu na prática a diferença conquistando o selo GPTW (Melhores Lugares para Trabalhar) em 2021 e em 2022. Atualmente, a empresa tem iniciativas de atendimento gratuito com psicólogos e aulas online de meditação.
“A necessidade de pensar em um estilo de vida saudável ganhou ainda mais força na pandemia e, aquelas empresas que não se adaptarem e tirarem do papel planos de prevenção de enfermidades e propostas de melhorias no bem-estar de seus times, vão perder muita vantagem competitiva no universo corporativo”, finaliza Karen.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo