ColunistaGestão

Como a tecnologia pode ajudar a tornar o ambiente de trabalho mais saudável?

Com a dependência cada vez maior da tecnologia como habilitador do trabalho, os gestores precisam entender as ferramentas que ajudem as pessoas a reduzir distrações como que surgem todo o tempo na tela dos dispositivos e tarefas que acabam causando esgotamento

Por Luis Banhara, diretor geral da Citrix Brasil

A tecnologia é hoje um alicerce na vida das pessoas e a forma como ela é usada no ambiente corporativo pode ser um fator fundamental no ganho de bem-estar e produtividade. Durante a pandemia, com o home office tendo sido instituído pela maioria das empresas como modelo de trabalho obrigatório para a contenção do COVID-19, são poucos os gestores ou empresas que se preocuparam em investir na saúde mental, em ações e ferramentas que possibilitassem ao funcionário a manutenção da qualidade de trabalho que ele tinha antes do distanciamento.

Na pesquisa “Um ano após a pandemia: como mudou o mundo do trabalho?”, conduzida em fevereiro pela OnePoll com trabalhadores brasileiros, 100% dos entrevistados acreditam que a cultura da empresa que promove o bem-estar mental e / ou físico é importante para eles.  Isso porque pesquisas mostram que o trabalhador padrão que mexe com tecnologia utiliza uma média de 12 aplicações diferentes na sua rotina diária: planilhas, e-mails, mensagens, ERP, CRM, slides, textos, e por aí vai. O resultado? Isso vai comprometendo a capacidade de concentração, o foco do usuário, a sua produtividade e consequentemente a sua saúde mental.

Com a dependência cada vez maior da tecnologia como habilitador do trabalho, os gestores precisam entender as ferramentas que ajudem as pessoas a reduzir distrações como que surgem todo o tempo na tela dos dispositivos e tarefas que acabam causando esgotamento. Sendo assim, comento abaixo sobre cinco boas práticas para o trabalho remoto sem o comprometimento da saúde mental:

  1. Invista em tecnologia

Seja para a manutenção do bem-estar físico ou mental dos funcionários, o investimento em tecnologia é essencial para sustentar o home office. Existem hoje ferramentas no mercado que utilizam Inteligência Artificial e Machine Learning para ajudar o trabalhador a reduzir distrações como as mudanças de tela e criar um dashboard integrado com os avisos que ele realmente precisa, evitando assim uma sobrecarga de notificações e o uso de diversos programas para gerenciar suas tarefas. Para atender a esta necessidade de manutenção de produtividade e da flexibilidade de horários a fim de acompanhar uma transformação digital com ênfase nas pessoas, mais ainda, com ênfase em uma nova cultura corporativa, é importante que o setor de RH tenha claro a real importância do alicerce tecnológico nesse contexto.

  1. TI e RH trabalhando juntos

Nesse período de pandemia, de isolamento social, houve um aumento sensível de patologias como ansiedade, depressão, pânico, entre outras. A Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou uma crise global de saúde mental, projetando que, em 2030, o estilo de vida e as doenças relacionadas com o stress ultrapassarão as doenças transmissíveis. Isso porque, com o trabalho em qualquer lugar, o funcionário precisa de todo um suporte vindo dos setores de TI e RH trabalhando em sintonia para o bem-estar dos colaboradores.

Gestores e líderes devem priorizar a saúde mental, ações e ferramentas que possam evitar que o funcionário entre em colapso fazendo uso da tecnologia como aliada à transformação do espaço de trabalho neste momento de adaptação a uma nova cultura corporativa que envolve um modelo de trabalho sem precedentes, que é o escritório de qualquer lugar.

  1. Estabeleça uma comunicação efetiva

Manter uma comunicação efetiva com as equipes no home office é um grande desafio para os gestores. Se antes o momento do café servia de termômetro para um feedback informal, com o distanciamento social essa interação ficou para trás. Nesse sentido, pesquisas de instantâneas são ferramentas essenciais para garantir que o RH acompanhe as mudanças no ambiente organizacional. Trata-se de um recurso muito utilizado para monitorar e melhorar a satisfação do funcionário sendo possível o envio de perguntas rápidas abrangendo um simples “Como você está se sentindo hoje” ou “Qual seu grau de motivação para esta semana” a fim de ajudar a elevar o bem-estar e a aproximar os gestores de seus colaboradores trabalhando remotamente (ou não).

  1. Qualidade x quantidade

Não é novidade que o conceito de produtividade não tem relação com a quantidade de horas trabalhadas. Para um funcionário compensar a falta de recursos necessários para orquestrar a rotina em função de todas as tarefas, entregas, reuniões por vídeo conferência, e-mails e mensagens nas mais diversas plataformas, ele acaba tendo que dedicar mais tempo ao trabalho, porém não necessariamente sendo produtivo e entregando bons resultados. Tendo isso em vista, penso que o momento exige um protagonismo do setor de RH para se armar de ferramental e assim poder antecipar possíveis problemas de estresse e sobrecarga de trabalho relacionados à saúde mental conhecendo novos recursos e entregando tecnologia que favoreça o bem-estar do trabalhador.

  1. Flexibilidade é necessária

Conforme o estudo realizado pela One Poll com trabalhadores brasileiros em fevereiro deste ano 69% dos entrevistados gostariam de um modelo híbrido em que pudessem escolher onde trabalhar, seja em casa, em um café ou no escritório. Dentro do conceito de anywhere office, para conquistar um espaço de trabalho digital e seguro, a tecnologia novamente compõe o principal alicerce para o funcionário poder exercer todo seu potencial, administrar sua rotina e entregar resultados sem o comprometimento da sua saúde mental. Empresas precisam entregar ao mercado uma percepção do que a tecnologia pode oferecer no sentido das ferramentas disponíveis que ainda não são conhecidas de gestores e trabalhadores a fim de promover melhor experiência possível no novo modelo de trabalho e uma melhor experiência digital.

Existem diversas formas de tornar o ambiente de trabalho mais saudável. A tecnologia é o suporte que viabiliza essa premissa ao fornecer uma experiência segura, confiável e consistente que consegue remover distrações e permitir que os funcionários se concentrem, inovem e criem. Ao ser apoiado com as ferramentas certas, o trabalhador consegue atuar de forma mais eficiente, ser mais produtivo e mentalmente saudável trabalhando de qualquer lugar.

Botão Voltar ao topo