Comportamento

Como avaliar e recrutar candidatos em tempos de home office?

Especialista aponta as características que devem ser observadas e perguntas que recrutadores devem fazer durante entrevista para trabalhos à distância em meio à crise

Uma das tarefas mais difíceis para os gestores, principalmente em momentos de crise, é encontrar e reter profissionais comprometidos com as diretrizes da organização. Quando as atividades precisam ser feitas remotamente, a preocupação e atenção deve ser redobrada.

Para exercer atividades à distância, empresas e funcionários precisam estar alinhados com os deveres e posturas que esse modelo de trabalho exige. É necessário também que os candidatos possuam capacidade de autogerenciamento e de policiamento com certos costumes. Esses pontos cruciais, que antes não eram prioritários para os recrutadores, hoje devem estar no topo da lista de perguntas realizadas aos candidatos durante a entrevista.

Abaixo, compartilho dicas valiosas para os gestores entenderem a familiaridade do candidato em relação ao home office.

 

  1. Como você organiza o seu dia?
    Neste momento, o recrutador irá analisar a concentração do candidato e em qual período do dia ele trabalha melhor. A intenção é descobrir se ele apresenta maior produtividade durante a jornada de trabalho que pretende destiná-lo. As equipes remotas também podem ser compostas por pessoas que trabalham em turnos diferentes e estão em qualquer lugar do mundo (tudo depende das necessidades da empresa). Se o resultado do trabalho para a companhia for mais importante que a jornada do trabalho fixa, vale colocar horários flexíveis como benefício. 

 

  1. Quais ferramentas de comunicação você utiliza e em quais situações? 

Quando se trabalha com uma equipe remota, não há chance de conversar rapidamente entre uma reunião e outra tomando um café e muito menos acompanhar as novidades sobre um projeto durante o trajeto do elevador até o escritório. Por isso, a comunicação virtual será totalmente fundamental e deve ser a mais clara possível. Nesse contexto, é necessário perguntar quais tipos de ferramentas de comunicação e software de projetos o candidato domina e prefere usar para entender a sua familiaridade em relação às soluções utilizadas pela empresa. 

 

  1. O que significa para você trabalhar remotamente? 

Muitas pessoas optam pelo trabalho remoto por conta da flexibilidade, outras são sujeitas a esse regime por uma questão de necessidade, como é o caso atual de milhares de empresas devido a pandemia. Ao realizar essa pergunta, avalie na resposta a estrutura que o candidato reserva para o trabalho remoto e como organiza a sua rotina.

 

  1. O que você precisa em seu espaço físico de trabalho para ser bem sucedido?
    Analise o quanto o candidato está ciente do que trabalhar remotamente pode significar, além de entender quais são os itens essenciais que precisa para desenvolver um bom trabalho. Também busque conhecer se há algum equipamento que a empresa precisa fornecer para tornar o trabalho ainda mais eficiente. 

 

  1. Como você lida com seu calendário e agenda?
    Perguntas do tipo: Que aplicativos e sistemas você utiliza? Como você organiza seu calendário? Você tem um calendário aberto que todos possam ver? Acredite ou não, a logística de como o candidato organiza sua vida profissional é crucial em um trabalho remoto e esse deverá ser um fator determinante para a sua entrada na equipe.

 

  1. Como você prioriza suas tarefas?
    A capacidade de priorizar pode ser o sucesso ou a tragédia de um trabalho remoto. O cronograma pode ficar sobrecarregado sem que ninguém perceba quando todos estão fora do escritório. Com a pergunta, é possível verificar as estratégias do candidato para evitar esse tipo de situação e como agiria para informar seus colegas de trabalho e até mesmo o seu gestor. Além de não desorganizar o cronograma, a ideia é conhecer a visão do candidato em momentos turbulentos.

 

Por Tiago Yonamine, especialista em recrutamento e CEO do trampos.co

 


Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo