Gestão

Como criar planos de carreira através da avaliação de desempenho

Confira três passos para implantar a metodologia na sua empresa com baixos custos

O desenvolvimento da carreira profissional nem sempre toma os rumos que almejamos. E, no fim das contas, sempre achamos que poderíamos ter ido além para alçar voos mais altos. Aquela promoção de emprego que não ganhei? O novo cargo que surgiu e não fui o escolhido? Pode não parecer, mas metodologias e programas dentro do seu próprio local de trabalho podem te auxiliar a evoluir profissionalmente. Uma delas é a avaliação de desempenho, que pode ser implantada através de recursos acessíveis, com custo benefício baixo e oferecendo um resultado final de qualidade.

Na Brandili, empresa têxtil de moda infantil com mais de 900 colaboradores, esse trabalho iniciou em 2014. Ao todo foram cinco ciclos. E agora, em 2019, o programa progrediu para um patamar ainda maior, onde a avaliação passará a ser por carreira também para cargos operacionais e administrativos. “Quando se tem ciência de onde e como é preciso melhorar, é mais fácil buscar o crescimento profissional. Esse apoio e busca por uma melhoria em conjunto faz toda a diferença”, explica Jesiele Cristina Chaves Cabral Stanchak, coordenadora de Desenvolvimento Humano da Brandili.

Confira três passos para implantar e trabalhar a avaliação de desempenho e os planos de carreira dentro da sua empresa para os mais diversos cargos:

 

  1. Preparação dos líderes: a maneira como você recebe um feedback sobre seu desenvolvimento no trabalho pode mudar completamente a maneira como você se vê e se entrega para a sua função dentro da empresa. Nesta hora, o papel de um líder é fundamental. Ao trabalhar a avaliação de desempenho, busque primeiro preparar e treinar os cargos de liderança. Na Brandili, gestores, coordenadores, supervisores e líderes de produção participam de um treinamento com orientações sobre feedback e também o entendimento sobre a metodologia utilizada. A avaliação de desempenho inicia com os cargos de gestão, onde além da autoavaliação, cada gestor é avaliado também pelos profissionais ligados diretamente a ele.

 

  1. Planejamento interno: para um programa eficaz é preciso preparação e organização. Ter uma definição clara de carreira traz aos colaboradores uma visão mais ampla sobre as oportunidades e também sobre o que a empresa espera dele, além disso, a avaliação de desempenho irá reforçar a importância da prática frequente do feedback entre as equipes e seus gestores. Todos os cargos podem ser descritos e analisados utilizando como referência itens como conhecimento, habilidades e atitude.

 

  1. Trabalho em conjunto: neste ponto entram em cena colaborador e líder. Após a avaliação do colaborador, é o momento de conhecer habilidades individuais, senso crítico e elevar o nível de autoconhecimento. O colaborador recebe o feedback sobre o seu desempenho e suas oportunidades de desenvolvimento dentro da empresa. Em seguida, em conjunto com o seu líder, criará o seu Plano de Desenvolvimento Individual (PDI). Onde juntos pensarão em atitudes e ações que impactariam diretamente no seu desempenho diário. Assim, de forma muito simples, podem ter a oportunidade de pensar no futuro da carreira e no seu desenvolvimento pessoal e profissional.

 

Etiquetas

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios