Gestão

Como definir a missão, visão e valores de um escritório de advocacia

Por Raquel Segri Ferreira e Neide Leite Galante

Por que um escritório de advocacia deveria investir tempo na definição da sua missão, visão e dos seus valores? Embora não seja tão clara, essa resposta é bastante estratégica. Estes elementos são essenciais para o futuro dos negócios, pois são os pilares do planejamento estratégico que proporcionam foco e clareza, permitindo que os sócios reflitam sobre o futuro e o papel do escritório na sociedade, além de integrar as operações à estratégia, motivando, assim, todos os integrantes que nele atuam.

Quando todos os profissionais de um escritório compreendem a missão, compartilham uma visão e um conjunto de valores essenciais, além de atraírem clientes mais adequados, saberão exatamente quais as ações e comportamentos que precisam ter para contribuir no direcionamento dos objetivos que pretendem alcançar.

Missão – Por que seu escritório existe?

De modo prático, a missão é o propósito do escritório, é o que define e determina a sua existência. Saber exatamente qual é o motivo que faz seu escritório existir contribui para que todos os profissionais tenham claro como eles devem se esforçar para satisfazer os clientes e o que devem fazer para alcançar determinados resultados. Aqui, os sócios devem refletir sobre o que possuem de especial que os diferencia dos demais, ou seja, qual sua proposta de valor.

Se o escritório não souber o seu propósito (missão) e a razão pela qual ele existe, não conseguirá definir uma estratégia de crescimento, uma vez que seus objetivos não estarão claros para os profissionais que nele atuam.

A declaração da missão não precisa ser extensa. Recomenda-se a construção de critérios mais sucintos, com parágrafos curtos, para que seja lembrada, vivenciada e transmitida por todos os envolvidos com o negócio, para que sirva com um mantra, uma crença que orienta a sua existência. A definição da missão deverá ser clara, objetiva e inspiradora.

Visão – Aonde querem chegar?

A visão é a declaração de onde o escritório de advocacia pretende chegar. Como quer ser visto no futuro em sua melhor forma.

A visão, diferentemente da missão, que, como supramencionado (definida como a razão pela qual a empresa existe e como se posiciona no presente), é o que objetiva a fazer/ser em médio e longo prazos. É a visão para o futuro, ou seja, são os objetivos que se pretende atingir nos próximos anos.

Para que a definição de visão seja bem incorporada no escritório, é fundamental que seja mensurável e que se faça acompanhamento através de indicadores e metas. Se desejam crescer ou ser o melhor e/ou o mais admirado de seu segmento, por exemplo, devem, necessariamente, definir indicadores e metas para saber se está alcançando seus objetivos.

Valores – Quais os valores do escritório?

Os valores são as crenças fundamentais e os princípios norteadores do negócio. Eles ajudam a alinhar a cultura e as ações do escritório de advocacia para fortalecer sua marca e alcançar os objetivos de longo prazo.

Os valores fundamentais são aspectos subjetivos, ou seja, vêm de dentro de você. Eles são as crenças sobre a vida e os negócios e devem ser totalmente autênticos. O primeiro passo é enumerá-los a partir de um brainstorming. Capture todos os possíveis valores fundamentais que podem se adequar ao escritório.

A estratégia mais assertiva para ajudá-lo a colocar seus valores potenciais no papel durante a fase de brainstorming é, primeiramente, pensar como são as interações do dia a dia. A empresa foca no reconhecimento dos funcionários? Mede o sucesso por lucros, resultados ou satisfação do cliente? Possui um programa de desenvolvimento de profissionais?

A realização de uma pesquisa interna com sua equipe também é essencial. Peça para que os profissionais compartilhem os valores que consideram mais importantes. Isso pode ser feito pessoalmente, através de uma dinâmica ou até mesmo por pesquisa online.

A percepção externa também é um fator muito importante. Como que ser visto por r seus potenciais clientes? De que modo gostaria que o mercado jurídico o enxergasse? Pense nas metas que você estabeleceu e como os sócios querem que o público-alvo pense sobre o alcance delas.

Ao finalizar o brainstorming de seus valores, precisará restringir a lista e determinar seus valores fundamentais. Porém, não se esqueça de que seu escritório e todos os profissionais devem viver esses valores diariamente. Não basta escolher valores que são “bonitos de ler”, realmente é preciso vivenciá-los na prática. Pense que isso se tornará uma parte fundamental da cultura do escritório.

Comunicando sua missão, visão e valores

Depois de finalizar a definição, é hora de comunicar. Podendo fazer isso por meio de uma reunião de equipe ou alguma outra forma de comunicação interna. Além disso, adicione-os aos seus manuais internos.

O importante é garantir que os integrantes lembrem e vivam seus valores fundamentais.

Em seguida, decida se você vai compartilhar explicitamente sua missão, visão e valores com o público externo. Nesse caso, você deve adicionar uma seção no site da empresa.

A definição da missão, visão e valores é uma das formas mais poderosas de inspirar, engajar e motivar sua equipe. Além disso, todo esse processo ajudará você a criar uma conexão mais forte com seus clientes e profissionais. Consequentemente, aumentará o reconhecimento do seu escritório e ajudará a construir confiança e relacionamento com o mercado.

Raquel Segri Ferreira é Diretora de Marketing, Comunicação e Business Development do ButtiniMoraes Advogados. É advogada e possui mais de 10 anos de experiência em marketing jurídico institucional, projetos estratégicos de branding, comunicação corporativa e business development.

Neide Leite Galante é Gerente de RH do ButtiniMoraes Advogados. É advogada e possui mais de 25 anos de experiência no segmento jurídico, voltado para a gestão estratégica de escritórios de advocacia.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo