Como desenvolver a carreira num ambiente difícil

A relação do profissional com as pessoas é o que garante sucesso na carreira

A subida da escada é um exemplo imbatível quando o assunto é carreira. O profissional chega ao pé da escada e vai subindo patamar por patamar. O ideal é perceber que cada degrau faz parte do mesmo caminho. E a cada acesso a pessoa não rompe com o que estava fazendo no anterior.

Mesmo mudando de área, cada transição está conectada com o profissional e contribuiu com o impulsionamento para o próximo passo. As experiências adquiridas fazem crescer, ensinam, portanto, não o despreze, garante o professor Luciano Salamacha, de MBA da Fundação Getúlio Vargas.

Salamacha, afirma que o grande erro das pessoas é viver suas carreiras sem um planejamento, uma estratégia e ainda, sem entender as conexões entre cada fase da vida.

O professor dá dicas que podem mudar o curso da carreira.  Comece respondendo as seguintes perguntas: O que é minha carreira ?

A minha carreira está ligada a uma empresa ou a uma meta ? O que é esperado de mim nessa atividade?

O que as pessoas da minha empresa esperam de mim?

O docente lembra que mentir nestas respostas estará mentindo para si mesmo e mostra 14 passos para se diferenciar num ambiente mesmo difícil:

* Pegue um papel e escreva onde quer chegar na carreira. É importante formalizar suas metas, transformá-la em algo atingível. Procure constantemente reler para que se mantenha firme onde quer chegar.

* Se preocupe em plantar. Todo mundo quer colher a fruta madura. Mas plantar, adubar, cuidar e ter a sabedoria de esperar, isso é para poucos. Seja o agricultor da sua vida e sairá na frente em qualquer ambiente de trabalho.

* Enxergue todas as possibilidades. Não seja minimalista, não olhe apenas para o ambiente que você está. Abra sua mente e veja possibilidades onde as pessoas veem dificuldades.

* Não coloque o salário no centro para o esforço no seu dia a dia e, muito menos para o sucesso ou o fracasso da sua carreira. O salário é consequência e, não fator determinante.

* Transforme o local onde está em trampolim para mostrar em que você é bom. E quando há escassez de recursos, melhores serão as chances de você transformar seus resultados. Onde ninguém quer estar é onde os resultados mais aparecem.

* Não reclame. Confirme uma personalidade, mas essa marca tem que ser positiva. O reclamão não é acreditado.

* Afaste de si a “síndrome do herói”. Não espere ser reconhecido como aquele profissional que se mata pela empresa ou pelos outros. Faça a sua parte.

*Deixe sua marca pessoal. Os degraus da escada têm que fazer com que você seja uma referência naquilo que faz não importa o quê. Um CEO de uma empresa, um vendedor de rua, um porteiro, um executivo, um professor de escola pública todos têm grande importância na sociedade e podem se diferenciar em suas áreas.

* Se relacione bem com todos os colegas. Mais que um diploma, o que pode fazer a pessoa crescer na empresa é a forma como ela se relaciona com os demais profissionais.

* Foque nas pessoas. Queira transformar vidas e em deixar sua marca no comportamento delas.

* Transforme o comum em algo diferenciado. Procure saídas para pequenos problemas. Seja aquele que traz soluções e conquista resultados.

* Não seja incendiário! Não seja aquele que transforma cada pequena coisa, ou crise numa grande tempestade. Muitas vezes, os problemas têm o tamanho que atribuímos a eles.

* Assuma a culpa, ainda que não seja sua em situações em que a discussão é inócua. Assumir a culpa, acaba com o conflito. A grandeza profissional que você merece e vai ter é aquela que você mesmo constrói.

* Se dê ao respeito. Uma área ou um profissional somente serão respeitados no ambiente corporativo quando demonstram respeito à sua atividade.

Para o professor, acima de tudo seja feliz naquilo que faz. Pessoas infelizes podem chegar ao topo se o sucesso for interpretado como ascensão profissional ou dinheiro, mas para a maioria das pessoas sucesso é passar pela vida e ter a certeza que valeu a pena.