Últimas notícias

Como é o home office pelo olhar das crianças

Fintech mostra o outro lado do trabalho em casa

Em meio ao cenário da pandemia,  o trabalho remoto emergencial foi a principal medida adotada para resistir à crise e ajudar na contenção da covid-19, uma ação que tende a ter impactos irreversíveis segundo o estudo “Tendências de Marketing e Tecnologia 2020: Humanidade redefinida e os novos negócios”, desenvolvido pela Fundação Getúlio Vargas. A pesquisa prevê crescimento de 30% do home office no Brasil após a pandemia.

E o que não fica (nada) de fora desse novo momento são as crianças. Durante as videoconferências, ligações corporativas, trocas de mensagens e e-mails em horário de trabalho, tornaram-se comuns pequenas “invasões” dos filhos nas câmeras alheias durante reuniões. Já não é mais surpresa ouvir gritos de”mãe! pai!” ao fundo de telefonemas. E muitos já se habituaram aos “só um pouquinho, já volto” de pais que estão trabalhando em casa – a mesma casa que dividem com as crianças sem aulas presenciais e que também estão se adaptando com a presença constante da família mais próxima por ali.

Pensando em todas essas mudanças e, principalmente, no home office com filhos, a Trigg, uma das principais fintechs do país, quis saber como é o home office pelo olhar das crianças. O resultado está neste vídeo repleto de lindos relatos dos filhos dos colaboradores da empresa, contando como tem disso o dia a dia com os pais em casa. 

“Tudo isso que estamos vivendo faz repensarmos diversas coisas. Ficamos extremamente felizes com o resultado desse vídeo. Enquanto para nós, adultos, às vezes fica um caos, para eles não tem preço! Está sendo uma festa, um tempo maior com os seus verdadeiros heróis, seus pais, tios, avós, tutores.”, afirma Juliana Almeida, Gerente de Marketing da Trigg.


Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar