Mundo RH

Como o LinkedIn Stories pode ser usado para alavancar oportunidades de carreira

Os stories são uma nova opção para o profissional aprimorar sua imagem, mostrar suas habilidades e chamar a atenção de recrutadores, investidores e parceiros

Com o LinkedIn Stories, os profissionais brasileiros têm uma nova opção para compartilhar conteúdo com suas redes de conexões de uma maneira descontraída e casual. É possível contar mais sobre seus negócios e suas habilidades, compartilhar tendências de seus setores de atuação, mostrar os detalhes de suas rotinas e dividir dicas com seus colegas de profissão. 

Em um momento em que todos estão mais conectados, é ainda mais importante fortalecer relacionamentos, aumentar o alcance das mensagens, mas também levar em conta quais são os objetivos que o profissional pretende alcançar com o conteúdo publicado.

Especialistas como Taís Targa (psicóloga e especialista em recolocação), Flavio Valiatt (gerente de recursos humanos), Eliete Oliveira (consultora de carreira) e Diego Cidade (CEO da Academia do Universitário) trazem dicas sobre como usar o LinkedIn Stories nos mais diferentes momentos da vida profissional:

Recolocação: É importante ficar atento às oportunidades durante o isolamento. Por isso, usar o LinkedIn Stories para seguir profissionais que trabalham em empresas que possuem o perfil de quem procura uma oportunidade pode ser a chave para encontrar um novo emprego. “É fundamental se planejar para o que se pode fazer agora. Quais planos, estratégias e que pessoas você pode se conectar e que possam ajudar nesse momento.

Aproveitar o espaço para mostrar seus pontos fortes para despertar a curiosidade do recrutador em conhecer o perfil”, afirma a consultora de carreira Eliete Oliveira. Ativar os contatos feitos ao longo da carreira e criar novos relacionamentos podem gerar oportunidades. Aproveite para mostrar nos seus stories novos conhecimentos, resultados e projetos realizados também ajudam a despertar o interesse de recrutadores. 

Transição de carreira/negócio: Com tantas mudanças em curso, muita gente precisou ou decidiu mudar de profissão nesse período. É importante informar sua rede sobre a transição que está fazendo, se conectar com profissionais dessa nova área e produzir conteúdo capaz de atrair parceiros, clientes ou que possam abrir caminho para novas oportunidades e, principalmente, aproveitar o momento para se preparar.

“Quem mais rápido entendeu que a questão não é pausa e sim preparação, mudança de foco e flexibilidade, provavelmente será aquele que logo fará um LinkedIn Story para agradecer um novo trabalho ou projeto”, define a psicóloga e especialista em recolocação, Taís Targa.

Cargos executivos / C-level:  Ampliar a voz de profissionais em cargos de liderança é uma oportunidade de humanizar a marca da empresa e mostrar na prática os valores das organizações em que trabalham. Nesse momento, o gerente de recursos humanos Flavio Valiatt afirma que é uma oportunidade para as lideranças mostrarem como investem em seus funcionários: “Devemos sempre lembrar que, depois da estrutura, o investimento mais importante são aqueles feitos em pessoas”.

Publicar citações ou vídeos desses profissionais com mensagens sobre os planos a curto e/ou longo prazo da empresa, compartilhar dicas de carreira que falem um pouco sobre suas jornadas, ou até mesmo como enfrentar crises, são maneiras de se aproximar da audiência, inspirar seguidores e fortalecer a mensagem da marca nas redes. Pode ser mais uma eficiente forma de reforçar a liderança de pensamento para CEOs e líderes em geral e favorecer a reputação da marca, mas também para atrair investidores, novos parceiros e futuros candidatos.

Primeiro emprego/estágio: Nessa fase da carreira é importante mostrar interesse pela área de atuação que escolheu: publicar cursos realizados e mostrar como está lidando com o ensino à distância e os aprendizados durante o período de isolamento social.

É importante estar preparado para o setor em que se busca trabalhar, seguir as empresas que mais interessam pelo LinkedIn para conhecer a cultura delas e ter acesso às oportunidades. Muitas empresas também disponibilizam cursos virtuais que podem aumentar ainda mais o repertório do candidato.

Com as mudanças no mundo do trabalho, há outro ponto que o candidato precisa ter atenção, como explica Diego Cidade, CEO da Academia do Universitário: “Além do preparo técnico, o jovem precisa estar atento às habilidades do século XXI, que chamamos de Soft Skill. Entre elas estão a comunicação não-violenta, feedbacks, gestão de tempo e de crises, foco em resultados e networking”.

 

 

Etiquetas

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar