Colunista

Como ser selecionado para ser quem seleciona?

Cada vez mais o RH estará inserido no empreender e de uma forma mais eclética

O profissional de Recursos Humanos possui uma tarefa difícil: selecionar pessoas para cargos nos quais elas se adequem. Posso parecer didática demais ao começar o texto com essa explicação, mas peço que pensemos atentamente nesse conceito. É uma profissão que pede que aqueles que ingressem na área entendam: se trata de vidas, de seres humanos.

Se há uma forma de se destacar neste meio, acredito que seja gostar de pessoas. Pode ser clichê, mas é a realidade. Um profissional de RH irá passar muitas horas em salas de entrevistas e sendo parte fundamental de um momento delicado na vida de muitos candidatos. São várias histórias de vida, muitos caminhos e trajetórias que passam pelos profissionais da seleção. Se não houver empatia e carinho pela função, acredito que não haverá sucesso.

Estar atento às mudanças do mundo como um todo também é essencial. Por exemplo, antes era unânime que, se um candidato trabalhou em várias empresas em um curto período de tempo, ele não seria bem visto. Isto hoje caiu em desuso, o que conta é a contribuição do profissional para empresa durante o seu período de trabalho, seja ele longo ou curto.

Em uma década no mercado, acredito que o principal que fazemos é entender se os objetivos de carreira e vida pessoal dos candidatos estão alinhados com os da empresa. Isso não é tarefa fácil. Do lado dos candidatos, por exemplo, muitos deles não fazem uma atividade de autoconhecimento e avaliam as oportunidades pautados apenas no quesito financeiro, o que considero errado. Do lado dos empresários e gestores, muitos não nos abastecem com informações claras sobre o que querem, precisam e buscam.

Somos uma ponte que precisa a todo custo se manter firme. Nos próximos anos, cada vez mais o RH estará inserido no empreender e de uma forma mais eclética. Profissionais da área que vieram de outros meios tendem a trazer uma visão interessante. Estamos abertos para novas pessoas, novas ideias e mantemos um velho aprendizado: respeito ao humano.

Por Juliana Caribé, sócia da 2XS, boutique de Executive Search para recrutamento por meio de soluções personalizadas, combinadas com ferramentas de hunting para entender o perfil profissional que cada empresa busca de acordo com sua necessidade.

 

Etiquetas

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios