Carreira
Tendência

Como tirar o melhor proveito do ano sabático

Especialista aponta que focar no aprimoramento pessoal e profissional pode fazer a diferença na volta ao trabalho

Tirar uma licença não remunerada por um longo período, conhecido também como ano sabático, é um desejo comum de muitas pessoas. Uma pausa da correria do dia a dia pode fazer bem, tanto para a mente do trabalhador, quanto para a carreira. Para dar certo, porém, além de dinheiro, é preciso de planejamento e objetivo.

Segundo a especialista em desenvolvimento humano Rebeca Toyama, esse momento, se bem aproveitado, pode acrescentar no currículo ao invés de prejudica-lo.  “No passado, era mais comum as pessoas acharem que o sabático era coisa de gente perdida. Atualmente, noto que esse período está, aos poucos, virando tendência e tem sido associado a indivíduos criativos e empreendedores”, conta.

Desta forma, o indicado é saber qual o objetivo do período sabático e traçar um plano para alcança-lo, inclusive financeiramente. Para Rebeca, mesmo que a intenção seja apenas descansar, o ideal é incluir viagens, cursos e/ou estudos, pois “transformar a experiência em aprendizado e conseguir mostrar sua aplicabilidade na carreira costuma ser o melhor caminho”.

Como tirar o melhor proveito do ano sabático

A especialista afirma, ainda, que o período sabático possui vários benefícios, pois pode acrescentar na experiência pessoal e profissional de uma forma muito próxima de um intercâmbio. “Conhecer novas culturas, idiomas, filosofias ou tradições… Quando nossa perspectiva aumenta, conseguimos ser mais criativos e encontrar caminhos e respostas nunca antes imaginados”, explica.

Na volta

Quando retornar desse período, a especialista aponta que é importante prestar atenção na hora de apresentar a experiência para empresas, chefes e colegas. “Existe uma grande diferença entre dizer ‘Eu não sabia o que fazer e dei uma escapadinha da rotina’ e dizer ‘Dediquei algum tempo para meu desenvolvimento pessoal ou profissional’. Embora as duas formas possam significar o mesmo, a impressão transmitida é bem diferente”, alerta.

Por fim, a consultora acredita que, quanto maior o repertório de experiências, maiores possibilidades de o profissional retomar e desenvolver novas carreiras. Por isso, criou um teste para você descobrir se está pronto para voltar ao mercado de trabalho:

O período sabático agregou aprendizado à sua carreira?

  1. A)   Sim, consegui conectar o que aprendi nesse período com o meu trabalho
  2. B)   Não, eu não aprendi nada
  3. C)   Aprendi algumas coisas, mas não se encaixam na minha carreira

 

Ampliou o nível de autoconhecimento nesse tempo?

  1. A)   Sim! Descobri coisas que gosto e não gosto, e fortaleci características
  2. B)   Não prestei muita atenção nisso
  3. C)   Muito pouco

 

Conta sobre a experiência de forma prazerosa?

  1. A)   Sim! A viagem foi incrível e eu me sinto renovado.
  2. B)   Não, me senti culpado por ter ficado sem trabalhar.
  3. C)   Não foi nada demais.

 

Como você lida com as pessoas sobre esse período?

  1. A)   Eu consigo inspirar as pessoas com tudo o que aprendi
  2. B)   Eu me sinto superior aos que não tiveram essa oportunidade
  3. C)   Eu conto a minha experiência, mas ela não acrescenta nada para ninguém.

 

A que você dedicou esse período?

  1. A)   Aumentei meu networking e aprendi muito.
  2. B)   Apenas descansei em casa
  3. C)   Viajei para lugares diferentes.

 

Se você respondeu mais A: Você aproveitou seu ano sabático da melhor forma e voltou com mais conteúdo para o mercado de trabalho.

Se você respondeu mais B: Você não utilizou o tempo para melhorar o seu conhecimento e isso, provavelmente, vai prejudicar seu retorno ao trabalho.

Se você respondeu mais C: Você descansou, o que não é ruim, mas também não acrescenta muito à sua carreira. Reflita um pouco mais antes de voltar para o trabalho.

Etiquetas

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios