Soluções para RHStartupTreinamento

Conheça a startup de inovação em RH que recebeu investimento internacional

Além das empresas, universidades, ONGs e marcas também estão utilizando a solução para conectar seus membros e aumentar o engajamento de seu público

Empresas que desejam aumentar o engajamento de seus funcionários agora podem contar com uma plataforma de colaboração para trocas de conhecimentos, através do uso do tempo como moeda.

De acordo com pesquisa recente feita pelo Núcleo de Estudos Sodexo, 53,8% dos brasileiros acreditam que seu propósito de vida está conectado com seu trabalho atual, além disso, 64% das pessoas estão satisfeitas com o trabalho atual e 37% dessas pessoas acreditam que o elemento mais importante é evoluir com seus colegas de trabalho.

Pensando em facilitar essa troca de conhecimentos, a Beliive, que já é conhecida por oferecer um espaço virtual de banco de tempo – aberto e gratuito, onde atualmente quase 200 mil usuários oferecem serviços e experiências utilizando tempo como moeda, recebeu em julho de 2018 investimento de uma venture capital americana e agora expande suas atividades pelo Brasil e Estados Unidos. passando a oferecer para plataformas fechadas para empresas que desejam conhecer melhor seus funcionários, desenvolver senso de comunidade no local de trabalho, promover colaboração e aprendizado.

Como a Beliive funciona?

Funcionários ou membros de uma comunidade podem oferecer através da plataforma, experiências diversas, desde aulas de violão, ajuda com edição de imagens, dicas de idiomas etc., e receber créditos de tempo pelas horas dedicadas aos colegas.

Com os créditos recebidos é possível fazer solicitações para qualquer outro serviço oferecido pelos demais membros da comunidade.

Esse ambiente colaborativo ajuda a integrar funcionários de setores ou polos diferentes, além de contribuir para que grandes empresas que possuem abundância de talentos entre seus colaboradores, mas que não conseguem aproveitá-los, descubram essas habilidades ou necessidades de seus funcionários, por meio de dados que podem ser levantados pela plataforma.

“Eu vejo comunidades desempenhando um papel muito forte em qualquer relacionamento que temos como seres humanos. Comunidades baseadas em valores compartilhados podem influenciar a democracia, a sociedade e as empresas também.”, destaca Lorrana Scarpioni, CEO e co-fundadora da Beliive, é Global Shaper, Davos 50 e foi Global Agenda Council em Creative Economy pelo World Economic Forum Global.

Além das empresas, universidades, ONGs e marcas também estão utilizando a solução para conectar seus membros e aumentar o engajamento de seu público.

Através da colaboração e do uso do tempo como uma forma de economia alternativa, a Beliive busca promover a igualdade, acreditando sempre no empoderamento e na valorização dos talentos individuais, que vão muito além daqueles que aparecem no currículo quando uma pessoa é contratada.

 

Etiquetas

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar