Negócios

Cresce a procura por serviços de seguro

Os seguros se tornaram mais acessíveis e as pessoas já identificaram essas vantagens também em casas

No final e início do ano o aumento por seguros residenciais cresce consideravelmente. Isso porque com a chegada das férias onde algumas as casas ficam vazias, e a época de chuvas, muitas pessoas se sentem inseguras e optam em fazer um seguro para a casa. Com as tempestades marcadas pelo verão a procura aumenta em torno de 10% no início do ano e chegam a custar cerca de 30% a mais do que em outros meses do ano. A procura obteve aumento ainda maior nesse último período, devido a estabilidade financeira com que as pessoas adquiriram com a recessão da crise.

As dificuldades enfrentadas nos últimos anos fez com que os brasileiros reavaliassem seus hábitos e reciclassem seu comportamento de consumo, isso fez com que dessem mais atenção a casa e objetos, principalmente eletrodomésticos. Os brasileiros passaram então a investir em seguros residenciais que se tornaram ótimas saídas em termos de segurança e também de economia.  Algumas apólices tem um custo mais acessível, girando em torno de R$ 360,00, mas elas podem variar de acordo com o tipo de residência, local e o que tem dentro dela.

“O seguro de casa está cada vez mais comum, mas é sempre bom estar atento as apólices. Normalmente uma apólice básica cobre roubos, furtos, incêndios e acidentes com raios, mas não de pane elétrica, que deve ser negociada separadamente. São pequenos problemas como esses, como um eletrodoméstico queimado que causam mais dores de cabeça, pois são os mais comuns em uma residência. É comum as seguradoras oferecerem também serviços terceirizados de profissionais como encanador, eletricista entre outros que costumam reparar problemas domésticos, mas deve estar atento se cobre esse serviço”, afirma Fábio Cassanti Diretor de Tecnologia da Samatec, empresa há mais de 25 anos no ramo de eletrodomésticos e equipamentos de refrigeração residencial e comercial.

De acordo com Fábio, as pessoas começaram dar mais atenção e passaram a modificar alguns hábitos de consumo exagerado que geravam gastos desnecessários e passaram a criar outros mais saudáveis para o bolso. “É comum ter seguro de carro, muitas vezes por causa do gasto que o automóvel dá caso quebre ou seja roubado, o seguro se torna a melhor opção em termos de economia e segurança. Hoje, os seguros se tornaram mais acessíveis e as pessoas já identificaram essas vantagens também em casas, cada vez mais elas se preocupam com seus bens e manter o que já possuem.”, revela Fábio Cassanti.

 

 

Etiquetas

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios