Opinião

Cuidar dos colaboradores durante a pandemia é tão importante quanto pensar nos clientes

Tão valioso quanto a imagem que se quer comunicar aos clientes é desenvolver ações internas que demonstrem cuidados e preocupações reais capazes de impactar a vida dos funcionários

Marcas e empresas dos mais variados setores têm se mobilizado para ressignificar suas ações junto ao mercado consumidor, seja por meio de uma comunicação mais empática e transparente ou mesmo contribuições financeiras voltados ao combate do novo coronavírus. Todo esse conjunto de ações repercute de forma muito positiva na percepção e valorização que os clientes passam a ter em relação a essas empresas, mas tão importante quanto pensar no mercado consumidor é desenvolver uma política voltada especialmente aos colaboradores da empresa, com cuidados e iniciativas que ajudem a amenizar o dia a dia de trabalho em um momento tão crítico para todos.

A especialista Maristela Ribeiro, profissional com 15 anos de experiência em Recursos Humanos e Psicologia e Gerente de RH da Synchro – empresa de software para gestão fiscal – elencou uma série de dicas e ações que tem implementado na empresa e que contribuem para que os funcionários se sintam acolhidos durante o período de isolamento e trabalho à distância. São iniciativas simples, mas que trazem grandes resultados em termos de percepção, produtividade e satisfação com o trabalho.

  • Vá além do home office. Uma pesquisa da Mercer Consultoria mostra que 72% das empresas brasileiras implantaram, devido à pandemia, o modelo de home office para aquelas funções que podem ser desempenhadas remotamente. Porém, não basta só mandar o funcionário ir trabalhar de casa, é preciso dar estrutura. Na Synchro, Maristela conta que antes de a empresa oficialmente aderir ao home office, foi feito  um levantamento com todos os 340 colaboradores nas cidades de São Paulo, Campinas, João Pessoa, Rio de Janeiro e Recife para checar a qualidade da conexão à Internet, celular, VPN e notebook, e tomar as devidas providências.
  • Reforce a comunicação. Se garantir um fluxo de comunicação dinâmico, constante e transparente com os colaboradores já é premissa básica em tempos normais, em uma crise como a atual essa necessidade ganha novas dimensões. As lideranças devem assumir um papel encorajador e que ao mesmo tranquilize as equipes. Na Synhcro, o presidente enviou a todos os colaboradores um vídeo com uma mensagem motivadora e de esperança, afinal a crise é um fator externo à organização e, mesmo com incertezas sobre quando ela vai terminar, sabemos que é uma situação passageira.
  • Entenda as dores e demandas dos funcionários. É importante criar uma instância ou canal de comunicação para “ouvir” as pessoas e entender o que tem valor para elas no atual cenário. Na Synchro, os colaboradores sinalizaram que preferiam que os valores depositados no Vale-refeição fossem direcionados para o Vale-alimentação, uma vez que neste momento as pessoas estão se alimentando em casa e não em restaurantes. Foi um ajuste extremamente valorizados pelos funcionários e suas famílias.
  • Não deixe que se perca o contato visual. Todas as reuniões que anteriormente eram realizadas de forma presencial agora estão sendo feitas remotamente por meio de ferramentas de videoconferência. Em vez de deixar que as pessoas se comuniquem só por voz, coloque como regra que o recurso de imagem deve ser sempre usado. Isso reforça o vínculo entre as pessoas e gera proximidade. Com as famílias confinadas, é normal até que existam momentos de pequenas interrupções com crianças ou animais de estimação. Aproveite essas situações para aumentar a troca entre os colaboradores.
  • Estimule a produtividade com reuniões mais curtas. É fundamental ter rotina durante esse período. Instrua seus funcionários a respeitarem prazos de reuniões e fazer com que elas sejam mais curtas. Assim o dia a dia de trabalho se torna mais dinâmico e fluido. Treinamentos, cursos e sessões de aprendizagem devem seguir a mesma dinâmica.
  • Não abandone as interações sociais. No ambiente físico da empresa é comum que as pessoas criem momentos de confraternização, como comemoração de aniversários ou datas especiais. Não deixe que essa prática se perca na quarentena. Na Synchro, as comemorações de aniversário continuam acontecendo por meio de lives.
  • Encoraje o equilíbrio entre vida profissional e pessoal. Com a casa das pessoas agora virando escritório, algumas podem se sentir desconfortáveis nessa nova dinâmica. Empresas que realmente se preocupam com seus colaboradores estimulam iniciativas que levem a um equilíbrio entre vida profissional e profissional, em vez de esperar que as pessoas trabalhem ininterruptamente 10, 12 horas todos os dias. Uma pesquisa da Betânia Tanure Associados revelou que as companhias que proporcionam esse equilíbrio têm um aumento de 60% no engajamento da equipe e de 53% na retenção de talentos. Na Synchro, foi instituído há 6 meses, mesmo antes da crise, o consultor individual, um profissional designado para prestar atendimento e suporte aos colaboradores, seja em nível físico, emocional, psíquico ou até espiritual. O consultor individual da Synchro é o Jair Araújo, um profissional com formação em Teologia que pratica sessões individuais com os funcionários, em que eles podem falar sobre o que quiserem para buscar conforto e orientação, seja no âmbito pessoal ou profissional. As sessões são absolutamente confidenciais e têm servido como um suporte adicional nesse cenário de tantos receios e incertezas.

“A crise do coronavírus vem desafiando a área de RH na busca por soluções criativas e acolhedoras, pois mais do que nunca precisamos ser relevantes para nosso colaborador interno. E claro, não adianta querer fazer isso da noite para o dia, pois as empresas precisam ser coerentes com seus valores e sua história para de fato passarem credibilidade para os funcionários. Sem dúvida, esse é um momento de grande aprendizado para todos os profissionais de RH”, comenta Maristela.


Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar