Diversidade

Diageo é a principal empresa do mundo em igualdade de gênero

Companhia ocupa primeiro lugar em ranking da Equileap

Diageo é a principal empresa do mundo em igualdade de gênero

A Diageo foi eleita a empresa número em igualdade de gênero pelo Relatório e Classificação Global de Igualdade de Gênero 2019, da Equileap, organização que promove o aumento da presença das mulheres no ambiente de trabalho. Desde o ano passado, a companhia já ocupava o primeiro lugar na lista no Reino Unido, agora o reconhecimento se estende para a atuação em todo o mundo.

O relatório da Equileap é uma análise profunda e intersetorial da igualdade no ambiente de trabalho em 3.519 empresas em 23 países, representando 98 milhões de colaboradores. A pesquisa classifica as companhias com base em 19 critérios de igualdade de gênero, incluindo o equilíbrio de gênero em toda a força de trabalho, as disparidades salariais entre homens e mulheres, licença parental remunerada e políticas de assédio sexual.

O ranking é uma evidência do progresso que a Diageo fez para defender a diversidade e a inclusão, tanto dentro como fora da empresa, como o equilíbrio de gênero nos níveis mais altos da organização. Atualmente, 44% dos comitês executivos é ocupado por mulheres, e o objetivo é ter, até 2025, 40% da liderança sênior formada por profissionais femininas.

A Diageo é signatária dos Princípios de Empoderamento das Mulheres (WEPs, sigla em inglês de Women’s Empowerment Principles) da ONU Mulheres, comprometendo-se com sete abordagens orientadas por valores para apoiar as mulheres no local de trabalho, mercado e comunidade. “Estou orgulhoso do nosso trabalho de promover uma cultura inclusiva e uma base diversificada de funcionários na Diageo. Nosso objetivo é criar um ambiente que garanta que todos os nossos colaboradores prosperem, além de moldar políticas e práticas líderes de mercado. Mas há muito mais a fazer e estamos comprometidos em defender a diversidade”, afirma Ivan Menezes, CEO da Diageo global.

Destaque também para a implantação da política global de licença familiar, que oferece a mulheres e homens, em todos os mercados, um mínimo de 26 semanas de licença totalmente paga quando da chegada do novo filho,, em países incluindo Brasil, Reino Unido, América do Norte, Tailândia, Filipinas, Cingapura, Espanha, Holanda, Irlanda, Itália, Rússia, Colômbia, Venezuela, Austrália, entre outros.

A igualdade de gênero também é defendida por meio das marcas e da publicidade. A empresa implementou uma estrutura para a representação progressiva de gênero na publicidade para seus 1.200 profissionais de marketing e agências de publicidade em todo o mundo. A Diageo é membro da United Nations Unstereotype Alliance e signatária do Free the Bid, para aumentar o número de diretoras em seus anúncios, além de trabalhar com a Creative Equals para apoiar as mulheres que retornam às indústrias criativas após uma interrupção na carreira.

“Na Diageo, acreditamos que a igualdade de gênero é um imperativo moral e um impulsionador do desempenho dos negócios. Estamos aumentando o número de mulheres em cargos de liderança em toda a empresa e introduzimos novas políticas progressivas de licença familiar para apoiar todas as pessoas ao longo de suas carreiras. Continuaremos a nos esforçar para melhorar e desenvolver nossas ambições”, Mairéad Nayager, diretora de RH da Diageo.

Para Diana van Maasdijk, CEO da Equileap, os passos da Diageo devem ser seguidos por outras empresas em todo o mundo. “É missão da Equileap acelerar a igualdade de gênero no local de trabalho como uma maneira poderosa e subutilizada de combater a pobreza e a desigualdade. A Diageo está dando o exemplo e parabenizamos a equipe pelo trabalho ambicioso de promover a inclusão e a diversidade. ”

Em 2019, a Diageo também foi reconhecida como o segundo local de trabalho mais diversificado e inclusivo no Refinitiv Diversity & Inclusion Index (anteriormente o Índice de Diversidade e Inclusão Thomson Reuters) e está listada no Índice de Igualdade de Gênero da Bloomberg.

Atualmente, o escritório da empresa em São Paulo conta com 350 funcionários – entre os cargos de liderança, 42% é ocupada por profissionais femininas e em cargos executivos, 40% são mulheres.

Etiquetas

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar