Entrevista

Diversidade e Inclusão sem fronteiras na Monsanto

RH da Monsanto conta com uma política bastante sólida para garantir a diversidade no ambiente corporativo

Carlos Brito, diretor de RH na Monsanto, teve a oportunidade de atuar em diversas áreas dentro da Monsanto, onde aos poucos foi descobrindo um interesse maior pelo desenvolvimento de pessoas, fato que lhe aproximava cada vez mais da área de RH.

O executivo de RH é engenheiro agrônomo e mestre em agronomia, fez MBA nos Estados Unidos em Gestão de Negócios Internacionais e quando era diretor de vendas e comandava uma equipe de muitos profissionais passou a refletir sobre a importância que a estratégia de pessoas tem para atrair e desenvolver profissionais e negócios das organizações. Percebeu, então, que poderia contribuir com todos eles com suas experiências anteriores e aprendendo coisas novas.

Com este brilho no olhar e paixão por gestão de pessoas, aceitou em 2013, o desafio de se tornar executivo da área de Recursos Humanos.

A Monsanto é considerada uma empresa referência em práticas voltadas para a inclusão e diversidade. Para conhecer mais sobre como essas ações acontecem , acompanhe a entrevista com Carlos Brito:

 

MUNDO RH –    Qual é a visão do RH da Monsanto em relação ao desafio de incentivar seus colaboradores à prática das ações voltadas para a Inclusão e Diversidade?

CARLOS BRITO – Ano a ano, a Monsanto vem consolidando sua estratégia de inclusão e diversidade tornando-se uma referência em práticas corporativas inclusivas. Temos uma política bastante sólida com o objetivo de garantir a diversidade no ambiente corporativo. Ela tem nos ajudado não só a assegurar a presença do diverso, mas também integrá-lo e fazê-lo funcionar junto na Monsanto. Para isso, temos uma governança de inclusão e diversidade que, atualmente, está baseada em cinco Networks ou Grupos de Afinidades no Brasil: LGBTA, Pessoas com Necessidades Especiais, Mulheres, Raças e Gerações e três Networks em outros países da América do Sul: LGBTA, Pessoas com Necessidades Especiais, Mulheres. Por meio desses Networks, os colaboradores podem expor seus pontos de vista, discutir a igualdade de oportunidades pelas minorias e, como consequência, disseminar e perpetuar o respeito às diferenças.

MUNDO RH –  Como essas ações acontecem no dia a dia no ambiente interno e externo na Monsanto?

CARLOS BRITO – Ainda no ano passado, a Monsanto passou a operar como Hub América do Sul, com lançamento de nova identidade visual e nova logomarca. Foram criadas diversas iniciativas direcionadas à estratégia de I&D no Hub, com o principal objetivo de eliminar qualquer tipo de barreira existente à inclusão e à igualdade de oportunidades. Os principais pontos elaborados na proposta incluem:

– Integrar I&D na cultura corporativa, buscando cada vez mais eliminar o preconceito inconsciente implícito no ambiente de trabalho.

– Reforçar I&D como competência crítica para nossos líderes.

– Integrar I&D em todos os processos de gestão de pessoas;

– Integrar I&D em toda a cadeia de valor, garantindo que colaboradores, clientes e fornecedores estejam todos alinhados. Faremos isso gradativamente, mas de forma consistente;

Além disso, há um Conselho de Diversidade do qual eu e outros líderes sêniores fazemos parte, pelo qual a Monsanto desenvolve líderes para estimular a cultura interna de inclusão e considerar a contratação de talentos diversos em todos os níveis da organização; Toda a estratégia é reforçada com muita comunicação e sensibilização, especialmente dos líderes. A intenção é sempre assegurar que nossa liderança esteja completamente comprometida com os pilares de inclusão e diversidade;

Este ano iniciamos os treinamentos de Vieses Inconscientes com toda a liderança na América do Sul. O treinamento, voltado inicialmente para a liderança, busca criar consciência e um melhor entendimento dos “preconceitos inconscientes” que todos temos, facilitando um ambiente mais inclusivo. O conteúdo traz informações de como os estereótipos construídos inconscientemente ao longo da vida de alguém afetam suas interações com as pessoas, e de como tais interações impactam o ambiente de trabalho. Em 2016, participaram desse treinamento mais de 100 líderes. Em 2017, a previsão é ter 100% da liderança treinada, ou seja, em torno de 500 líderes no Brasil.

MUNDO RH –  Qual tem sido o impacto destas ações em Inclusão & Diversidade para a sustentabilidade dos negócios da Monsanto?

CARLOS BRITO – Inclusão e diversidade na Monsanto não é apenas um programa ou iniciativa. É a forma como fazemos negócio e é uma chave para o sucesso. Essa estratégia proporciona a Monsanto uma vantagem competitiva, pois acreditamos que é essencial ter diversidade de talentos e pontos de vista para se ter um ambiente mais inovador. É por isso que procuramos melhores talentos, independente da geografia, gênero, raça, crenças, orientação sexual, idade ou deficiência. E esse é um dos motivos que nos faz estar há 17 anos consecutivos entre as melhores empresas para se trabalhar no Brasil, segundo o guia Great Place Place to Work e entre as 150 Melhores empresas do guia Você S/A sendo destaque no agronegócio.

MUNDO RH –  O que tem feito o RH para proporcionar um favorável ambiente de trabalho aos seus colaboradores?

CARLOS BRITO – A diversidade e a inclusão estão presentes no DNA da cultura da Monsanto. A companhia busca constantemente promover um ambiente inclusivo e inovador, em que cada colaborador pode, num contexto de diferenças, expor seus pontos de vista, trazer diferentes perspectivas para um debate e se sentir respeitado.

Nosso objetivo é buscar, cada vez mais, por melhores práticas que reflitam em inclusão e no que é a essência da diversidade, o respeito aos diferentes estilos, pontos de vista e opiniões. Trabalhamos muito na comunicação e sensibilização, especialmente dos líderes para que nossa liderança esteja completamente comprometida com os pilares de diversidade e inclusão.

MUNDO RH –  De que forma a cultura de gestão de pessoas da Monsanto contempla as oportunidades em prol do desenvolvimento da carreira dos seus profissionais?

CARLOS BRITO – Nos nossos processos de pessoas cada colaborador tem a oportunidade de expor seus interesses de carreira e participar dos processos seletivos quando as oportunidades surgem. Promovemos muito a troca de funções porque entendemos que diferentes pontos de vistas contribuem para encontrarmos novas soluções.

Sinto isto no meu caso onde RH passou a ser uma oportunidade quando identifiquei junto ao meu gestor competências que pareciam fazer sentido para a área e aqui estou. Reforçamos também muito o papel do líder que além dos resultados de negócio tem na sua meta objetivos claros do desenvolvimento dos integrantes da sua equipe, com isto promovemos bastante o desenvolvimento dos nossos profissionais.

MUNDO RH –  O que representa para a área de RH da Monsanto ter sido eleita recentemente pela Revista Fortune uma das Empresas mais Admiradas do Mundo?

CARLOS BRITO – Temos uma política bastante sólida com o objetivo de garantir a pluralidade no ambiente corporativo. Essa forma séria e responsável de lidarmos com o assunto tem sido reconhecida. Esse é um dos motivos que nos fez ser eleita pela Revista Fortune uma das empresas mais admiradas do Mundo e estar há 17 anos consecutivos entre as melhores empresas para se trabalhar no Brasil, segundo o guia Great Place Place to Work.

Foi o que nos proporcionou, em 2016, o reconhecimento global da ONU por “Boas Práticas para Trabalhadores com Deficiência”. E, em dezembro do ano passado, nos trouce reconhecimento durante a premiação “Melhores Empresas para Trabalhadores com Deficiência”, iniciativa da Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência (SEDPcD) de São Paulo em parceria com o Centro de Tecnologia e Inclusão (CTI). Resultados que nos fazem acreditar que estamos no caminho certo.

MUNDO RH –   Como o RH utiliza os canais de comunicação para promover o desenvolvimento de suas lideranças, como também fortalecer o engajamento dos seus colaboradores?

CARLOS BRITO – Conforme comentado anteriormente, toda a estratégia é reforçada com muita comunicação e sensibilização, especialmente dos líderes. Utilizamos os mais diversos canais, desde treinamentos on line e presenciais; cartilhas impressas, newsletters, redes sociais como o Yammer, folders e campanhas constantes.

 

 

 

Etiquetas

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios