Negócios

Empresa cresce 40% e dobra o número de contratos

Em 2016 a corporação conquistou 500 novos contratos

A crise econômica dos últimos anos afetou diversas áreas e com o mercado de impressões não seria diferente. Se por um lado a situação do país abriu portas para empresas aderirem o outsourcing, por outro aumentou a concorrência e a diferença do custo por página foi para a casa dos décimos de centavos.

No entanto, com medidas simples, a Reis Office venceu a maré baixa e manteve a liderança no segmento. Só em 2016 a corporação conquistou 500 novos contratos, que acarretaram em 78 pessoas a mais na equipe, totalizando 278 funcionários que trabalharam para o crescimento de 40% no faturamento. A gestão eletrônica de documentos, a impressão segura, a liberação por pin ou cartão, a impressão de etiquetas, o crescimento de soluções próprias também foram responsáveis por essa ampliação.

“Reinvestir o capital e manter um bom relacionamento com os parceiros sempre foi prioridade. Enquanto algumas empresas buscam alternativas em produtos baratos (toners remanufaturados) e, às vezes, toners recarregados, nós mantemos a qualidade com itens originais dos fabricantes, mesmo com preços mais altos. Isso fidelizou clientes e foi o ponto chave que nos fez atravessar sem danos esse momento difícil pelo qual o país passa”, explica Rodrigo Reis, sócio e diretor comercial da Reis Office.

Oferecer o melhor treinamento também é importante. Na Reis Office os gestores ganharam atendimento de um coach especializado e o restante dos colaboradores teve capacitação de 40 horas em treinamento de atendimento ao cliente. “Nosso objetivo é estar cada vez mais próximo do cliente e dos que fazem a Reis Office funcionar, para entender qual a necessidade de cada um e criar alternativas para melhorar a relação. A projeção para 2017 é expandir 28%”, finaliza Rodrigo.

 

Botão Voltar ao topo