eSocial: comportamento demonstra despreparo das empresas

As principais dúvidas referem-se à resolução de erros com os primeiros envios

Desenvolvedora de softwares contábil e corporativo, a Fortes Tecnologia registrou um aumento significativo no número de ligações de clientes em busca de esclarecer dúvidas relacionadas ao programa do eSocial.

As solicitações à equipe de suporte da empresa cresceram 83% em janeiro de 2018, se comparado ao mês anterior, totalizando mais de 25 mil ligações somente neste período. “Atendemos empresas de diferentes regiões do Brasil.

As principais dúvidas referem-se à resolução de erros com os primeiros envios, certificado digital e desconhecimento quanto às fases do eSocial. Isto revela claramente que muitas companhias não se preocuparam em qualificar as equipes no período de teste”, explica Ricardo Gonçalves, diretor comercial e de suporte da Fortes Tecnologia.

Desde 1º de janeiro o eSocial é obrigatório para empresas que registraram faturamento acima de R$ 78 milhões em 2016, enquanto para as demais companhias, a norma entra em vigor no mês de julho do mesmo ano. O projeto visa unificar o envio de informações do empregado pelo empregador ao Governo Federal. “Com as informações centralizadas na plataforma do Governo, a tendência é que a fiscalização seja mais ágil. Ou seja, é bom estar em conformidade com o eSocial para evitar multas e penalidades”, ressalta Gonçalves.