Vagas

Fintech abre 60 novas oportunidades de trabalho

Empresa busca profissionais com perfis inovadores e com vontade para transformar a vida de milhares de estudantes brasileiros por meio da Educação.

O PRAVALER, uma das principais fintech de soluções financeiras para Educação do Brasil, está com inscrições abertas para 60 novas oportunidades de trabalho em São Paulo e Recife. As vagas são, em sua grande parte, nas áreas de TI Marketing Online, Comercial e Risco em posições distintas, que vão desde auxiliares a gerência.

O processo seletivo para todas as posições incluirá etapas on-line, entrevistas presenciais com o time de Gente e Gestão da empresa e com o gestor da posição.

O PRAVALER é a primeira fintech do Brasil e está entre as mais importantes do país, segundo estudo da consultoria KPMG. Há 18 anos no mercado, a empresa atinge sua maioridade com o objetivo de beneficiar 1 milhão de alunos até 2025, por meio do acesso à Educação.

Segundo Fernanda Inomata, Superintendente de Gente e Gestão, a companhia procura por pessoas que acreditem na educação como forma de transformar a vida para melhor. “Buscamos pessoas que gostem de trabalhar com autonomia e sejam protagonistas, criativas, inquietas, que queiram trabalhar num ambiente cheio de desafios, rápido e colaborativo”, afirma ela.

Para participar do processo seletivo, que já está em andamento, a maioria das vagas exige nível superior, mas o candidato pode ter uma formação diferente da exigida, caso tenha experiência para a vaga. As inscrições para as vagas devem ser realizadas no canal de carreiras do PRAVALER, a partir do link (jobs.kenoby.com/pravaler), ou por meio do LinkedIn (https://www.linkedin.com/company/pravaler/jobs/). Não há data limite para se inscrever.

“Em nossa página de carreiras disponibilizamos as vagas. Por meio do canal, é possível que os candidatos conheçam mais sobre o PRAVALER, visualizem oportunidades e escolham se cadastrar no nosso banco de currículo, caso não tenha nenhuma vaga que se enquadre ao seu perfil naquele momento”, finaliza Fernanda Inomata.


Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar