Comportamento

Geração Y e o trabalho flexível

A flexibilidade é o que tanto empregados quanto empregadores vem buscando cada vez mais no mercado de trabalho

Trabalho Intermitente e o Teletrabalho (home office), regulados pela Reforma Trabalhista de 2017, atendem às expectativas de um novo tipo de trabalhador: o jovem da chamada Geração Y (nascidos entre 1980 e 2000). Estes jovens são multitarefas, individualistas e independentes, o que leva à opção por um trabalho mais flexível que não requeira uma jornada fixa dentro da própria empresa.

A flexibilidade é o que tanto empregados quanto empregadores vem buscando cada vez mais no mercado de trabalho. Alguns segmentos da economia, como o de food service, precisam mais desta flexibilidade. Bares e restaurantes trabalham com demanda sazonal e, portanto, manter um quadro de funcionários fixo que atenda os dias de pico é caro e arriscado. Mas, ao mesmo tempo, o estabelecimento não pode correr o risco de não ter pessoas qualificadas que prestem serviço de excelência em dias de pico, em geral, fins de semana.

Geração Y e o trabalho flexívelA solução adotada até pouco tempo era ter um banco de currículos e ligar para os candidatos na hora da necessidade. Mas, muitas vezes, o banco de currículos era limitado e vários dos candidatos, quando chamados, já não tinham disponibilidade e outros estavam com dados desatualizados.

Para aqueles que desejavam ter mais flexibilidade, fazer seu horário ou simplesmente completar a renda com bicos, a dificuldade era saber quem precisava do trabalho no momento de sua folga. Era comum ouvirmos casos de pessoas que acordavam de manhã para sair distribuindo currículos e depois ficavam frustradas por não serem chamadas.

A tecnologia pode resolver o problema das duas pontas, com o desenvolvimento de plataformas que conectam as duas partes e ainda fornecem históricos e avaliações, tanto dos trabalhos realizados quanto dos estabelecimentos. Algoritmos encontram quem possui a qualificação demandada e, de acordo com sua localização, disponibilidade e avaliação, o recomenda. Se este aceitar a oferta, ambos são colocados em contato, via chat.

Tanto o empregado quanto o empregador buscam maior flexibilidade na contratação e na prestação de serviços, em termos de períodos, horários e localização e a Reforma Trabalhista junto com a tecnologia viabilizaram esta tendência.

Por Walter Vieira –  Fundador e CEO da Closeer – Aplicativo que atua aproximando oferta e demanda de profissionais no mercado de food service.

 

Etiquetas

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios