Pesquisa

Grande empresa ainda é mais importante para a maioria das pessoas empregadas

Pesquisa ouviu 1.518 empregados, sendo 81% deles registrados pela CLT

Trabalhar em uma empresa grande, bem-conceituada e conhecida no mercado ainda é importante profissionalmente para 70% das pessoas empregadas e entrevistadas pela Pesquisa Alelo Hábitos do Trabalho, aplicada pelo Instituto Ipsos nas principais regiões metropolitanas do país.

Os empregados que acreditam ser mais importante trabalhar em uma startup somam 32%, e estar em uma empresa pequena é relevante para 22% deles. Esses itens foram avaliados juntamente a outras opções que envolviam a vida profissional, e então, o indivíduo indicava a importância de cada uma dessas opções para a sua vida profissional.

A pesquisa ouviu 1.518 empregados, sendo 81% deles registrados pela CLT. O que chamou mais atenção no geral, além do grande número de mulheres sem planos de carreira, foi a faixa etária dos entrevistados que afirmaram não ter um plano definido. Desses, 54% têm idade entre 25 a 44 anos e 65% pertencem à classe C.

Encomendada pela Alelo ao Instituto Ipsos e realizada durante os meses de agosto e setembro de 2019, a pesquisa Hábitos do Trabalho ouviu 1.518 pessoas, com trabalho registrado, em 12 principais regiões metropolitanas do país, sendo 56% homens e 44 % mulheres, de 18 e 65 anos, e a maior porcentagem (55%), população entre 25 e 44 anos.

Grande empresa ainda é mais importante para a maioria das pessoas empregadas

O Instituto Ipsos entrevistou, ao todo, 2.333 pessoas, por meio de uma pesquisa online, sendo 1.518 com trabalho registrado analisadas nesse material, além de 468 desempregadas e 347 autônomas. A pesquisa apresenta margem de erro de 2pp. O estudo foi realizado com abrangência nas principais regiões metropolitanas do Brasil: São Paulo, Rio de Janeiro, Goiânia, Brasília, Florianópolis, Belém, Belo Horizonte, Curitiba, Porto Alegre, Recife, Salvador e Fortaleza.


Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar