DiversidadeNegóciosTreinamento

Grupo Açotubo anuncia R$ 31,5 milhões em investimentos para 2020

Montante será direcionado para a ampliação de depósitos, logística, tecnologia da informação, treinamentos e o lançamento de linhas criadas a partir das demandas de clientes

O Grupo Açotubo, distribuidor de produtos siderúrgicos da América Latina, anuncia que o investimento em ações programadas para 2020 será de R$ 31,5 milhões. O valor será aplicado em infraestrutura e em linhas de produtos que atendem necessidades de mercado ou indicadas pelos próprios clientes.

Em relação à infraestrutura, estão entre os planos a expansão de depósitos e a construção de um cross-docking, onde a mercadoria é redistribuída para o consumidor final de forma imediata. Além disso, estão previstas aquisições de equipamentos e a renovação de frotas de caminhões.

Já sobre os produtos, devem ser feitas adequações nos que já existem e, também, novas linhas de aço inox, conexões e para sistemas de ancoragem. “Estas decisões foram tomadas com base em uma pesquisa, onde levantamos as demandas de cada cliente. Isso foi fundamental para entendermos como suprir necessidades atuais e definir ações de crescimento estratégico”, afirma Bruno Bassi, diretor executivo do Grupo Açotubo.

Tecnologia da informação também é um dos focos da companhia para este ano. “Investiremos em equipe e softwares que integram todos os nossos dados, a fim de melhorar ainda mais a interação com os nossos clientes”, finaliza o executivo.

Histórico

Há poucos meses a empresa já havia divulgado dois outros investimentos. Cinco caminhões da frota foram substituídos por modelos mais modernos e, em um movimento mais significativo, a internacionalização do grupo com operações estruturadas da INCOTEP no Peru e na Colômbia para atendimento de toda a América Latina.

Presente e Futuro

Completando 46 anos em fevereiro, o Grupo também anuncia um planejamento que reposiciona a Missão, Visão e Valores, assim como implementa uma nova cultura organizacional com apontamento para os próximos passos da companhia.

Neste cenário, a responsabilidade social será um pilar ainda mais importante. A ideia é aumentar ações internas e a participação em projetos parceiros como o “Ver e Viver”, que no ano passado doou óculos de grau para crianças de Sertãozinho, interior de São Paulo.

Contratações

A capacitação de funcionários e contratações também estão no planejamento do Grupo. Seguindo o ritmo do ano passado, a estimativa é que a companhia contrate cerca de 50 novos colaboradores. “Só este ano, o nosso quadro de funcionários aumentará para, aproximadamente, 900 pessoas”, finaliza Bruno Bassi.

Confira também:

PodCast: A Ciência da Felicidade

Plano odontológico, qual importância desse benefício para a empresa?

Amazon e Apple são as empresas mais disruptivas segundo líderes globais de tecnologia, aponta KPMG


Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar