Benefícios

Grupo NotreDame Intermédica fecha 2018 com lucro líquido de R$ 334 milhões

A empresa obteve receita líquida de R$1,6 bilhão

A estratégia de verticalização da saúde, apoiada por maciço investimento em Rede Própria e foco na qualidade de atendimento continua a gerar resultados expressivos para o Grupo NotreDame Intermédica (GNDI), que fechou o ano de 2018 com uma Receita Líquida Consolidada de R$ R$6,1 bilhões e Lucro Líquido de R$334,1 milhões.

De acordo com os dados do balanço do 4T18, a empresa obteve receita líquida de R$1,6 bilhão, um aumento de 16% em relação ao 4T17, crescendo também no número médio de beneficiários, tanto em Saúde (+8,3%) quanto em Dental (+23%). Destaque também para o Lucro Líquido Ajustado de R$197,2 milhões (12,1% de margem), um aumento de 25,3% em relação ao 4T17. Já o EBITDA Ajustado atingiu R$277,5 milhões, um aumento de 16,2%, comparado com os R$238,8 milhões do mesmo período do ano anterior.

 Irlau Machado Filho, Presidente do Grupo NotreDame Intermédica, explica que, ao longo de 2018, a empresa fortaleceu os pilares do seu modelo de negócio por meio da estratégia de crescimento (orgânico e M&A), expansão da Rede Própria e constante preocupação em manter a qualidade de serviço e melhor atendimento ao beneficiário. “Considerando o incremento de novas vidas em nossa carteira com a aquisição da GreenLine, somos hoje a 2ª maior operadora de saúde suplementar na região Sudeste.

Com as reformas dos hospitais e centros clínicos sendo progressivamente concluídas, o contínuo aprimoramento das ferramentas de gestão e comunicação e as sinergias das aquisições sendo capturadas, trabalhamos para melhorar ainda mais o atendimento ao nosso beneficiário, tornando cada vez mais a saúde de qualidade acessível a gerações de brasileiros. Temos a convicção de que o ano de 2019, mesmo com todos os desafios, será um ano de grandes conquistas”, diz o executivo.

No 4T18, os resultados dos contínuos investimentos em Rede Própria ficaram ainda mais evidentes com a conclusão da aquisição do Grupo Samed, a expansão da NotreLabs – nova marca de medicina diagnóstica -, o crescente engajamento dos beneficiários no novo aplicativo GNDI Easy, e as acreditações das unidades da Rede Própria.

Outro importante destaque do Grupo é em relação à Sinistralidade Caixa que no 4T18 ficou em 68,3%, 1,4p.p. melhor em relação ao 4T17. Consultas ambulatoriais e atendimentos de Prontos-Socorros realizadas na Rede Própria passaram de 64% no 4T17 para 71% no 4T18, enquanto as internações hospitalares passaram de 60% para 64%.

Ao longo de 2018, o GNDI apresentou um incremento de 10,4% do ticket médio de R$191 para R$211, devido principalmente à combinação dos reajustes contratuais anuais e do aumento da base de produtos mais verticalizados.

Glauco Desiderio, Diretor de Relação com Investidores do GNDI, lembra que, apesar do ano de 2018 ter sido marcado pelo cenário adverso da economia do país, sem aumento do emprego formal e do número de beneficiários da saúde privada no país, a empresa segue conquistando novos beneficiários. “Graças a uma estratégia bem-sucedida de crescimento orgânico e por aquisições, fechamos o ano com um crescimento de 155 mil vidas em relação a 2017.

Em outubro de 2018, concluímos a aquisição do Grupo Samed e o processo de integração tem evoluído com bastante agilidade. Em janeiro de 2019, foi a vez do Grupo GreenLine, que teve o acordo de intenção de compra assinado em setembro de 2018. O processo de integração já foi iniciado e os resultados financeiros passam a ser consolidados no resultado do Grupo a partir de janeiro de 2019”, explica Glauco.

Os resultados fechados do 4T18 e de 2018 podem ser visualizados no website de Relação com Investidores do GNDI: ri.gndi.com.br

 


Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios