Diversidade

Guiabolso lança curso de tecnologia para formação e contratação de pessoas trans

Em parceria com Codenation, fintech oferece 18 bolsas em cursos de 3 meses voltado à área tech

Além de melhorar a vida financeira de milhões de brasileiros, o aplicativo Guiabolso quer ajudar em outro problema da sociedade: a dificuldade de acesso ao mercado de trabalho de tecnologia por mulheres e pessoas transexuais.  A fintech, em parceria com a Codenation — plataforma voltada à educação tecnológica que seleciona e capacita novos profissionais de tecnologia —, acaba de lançar o programa TransFormar que oferece 18 bolsas de estudo totalmente gratuitas para mulheres cis e trans e homens trans se capacitarem e atuarem no mercado de TI.

O programa está com inscrições abertas para dois cursos — um exclusivo para mulheres cis e trans, e outro exclusivo para pessoas trans (tanto homens quanto mulheres). Ambas capacitações terão aulas presenciais aos sábados em São Paulo e atividades desenvolvidas através da plataforma Codenation. Com duração de 10 semanas, o programa acontecerá entre janeiro e março de 2020 e as pessoas selecionadas contarão  com desafios técnicos de programação e mentorias exclusivas de profissionais de empresas como Guiabolso, Netflix, Facebook, Conta Azul, Neoway e outras empresas digitais.

O objetivo é capacitar mais profissionais na área de tecnologia e, após a formação, colocar os alunos em contato com as empresas interessadas em contratar esses perfis, inclusive o Guiabolso.

“Queremos abrir uma nova opção de carreira para este público e fomentar a inclusão”, diz Gabriela Luna, analista do Guiabolso e um dos membros do Comitê de Diversidade da empresa, que liderou a iniciativa. “Acreditamos muito na diversidade como premissa de uma organização livre e que reflete verdadeiramente nossa sociedade, por isso fomos pioneiros e lançamos o TransFormar”, completa a head de Pessoas, Katima Minzoni.

Atualmente, a fintech conta com cerca de 200 colaboradores, dos quais 38% são mulheres e 62% homens. Dentro do time de tecnologia, a diferença aumenta: 20% são mulheres e 80% homens.

Segundo a CMO e Co-founder da Codenation, Krislaine Kuchenbecker, uma das funções da startup é auxiliar empresas a encontrar e capacitar talentos, além de diversificar seus times de profissionais tech, criando assim um ciclo de recrutamento sustentável. “A busca por profissionais diversos é um grande desafio ao setor de TI. Atrair e reter talentos de diferentes idades, gêneros, culturas e características — que agregam ao time de maneiras distintas, mas igualmente importantes para a construção de ideias — contribuem para que as empresas se mantenham inovadoras e competitivas no mercado”, finaliza.

As inscrições para o programa acontecem entre 12 de novembro e 02 de dezembro, enquanto que a etapa de seleção terminará no dia 23 de dezembro, com a divulgação das pessoas selecionadas. As aulas começam em 11 de janeiro e serão ministradas no escritório do Guiabolso em Pinheiros. As pessoas interessadas podem se inscrever no site da Code Nation. É preciso ter conhecimento básico de lógica de programação e preferencialmente conhecer uma linguagem de programação.


Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar