Gestão
Tendência

Mães x Carreira: como se preparar para o retorno, após o período com os filhos

Mais da metade das mulheres em cargos de gerência voltam ao trabalho após a licença maternidade

As mulheres estão ocupando cada vez mais espaço no mercado de trabalho. Mas, isso não significa abandonar o lado maternal. Hoje, elas sabem da importância de suas carreiras para realização pessoal e tentam equilibrar as diferentes jornadas.

E conciliar as duas situações é possível, mesmo que a profissional ocupe um cargo de gestão. Segundo pesquisa realizada pela Robert Half, 63% dos executivos de empresas responderam que mais da metade das mulheres em cargos de gerência voltam ao trabalho após a licença maternidade. Em 2013, quando a pesquisa foi realizada, o percentual era de 37%.

Mas não podemos esquecer das mulheres que optam por estender a licença-maternidade. Não cabe a ninguém julgar a decisão, pois a decisão foi tomada por uma questão de prioridade individual.

Caso você se encaixe no neste grupo, colocamos algumas dicas para ajudar na volta ao trabalho:

  1. Planeje o afastamento – Não tome uma decisão tão importante por impulso. Converse com a família, com profissionais que priorizaram a maternidade e com aquelas que conciliam as duas funções. Paralelamente a isso, faça contas para entender o quanto a ausência do seu salário vai impactar no seu padrão de vida atual e se você está disposta a pagar por esse preço.
  2. Comunique a decisão ao seu gestor – Assim que tomar a decisão, chame seu gestor para uma conversa franca e exponha os seus pensamentos. Quem sabe nesse bate-papo você consiga alguma flexibilidade de horário e mude de opinião? Caso não seja possível, ofereça-se para ajudá-lo a treinar a pessoa que vai te substituir. Atitudes honestas como essas tendem a fortalecer relacionamentos e deixar portas abertas.
  3. Informe-se – Caso a opção seja mesmo se afastar, durante o período, procure se manter atualizada sobre os principais assuntos relacionados à sua área de atuação, entre outros temas relacionados à economia e assuntos gerais do País.
  4. Qualifique-se – Assim que sua rotina com o bebê permitir, participe de cursos que enriqueçam seu currículo, ainda que sejam em formato online.
  5. Seja vista – Sempre que possível, marque presença em eventos e encontros com profissionais da área. Lembre-se de que “quem não é visto não é lembrado”. E, networking vai ser muito importante no momento de retorno.
  6. Fale com as pessoas – Assim que identificar a data do seu retorno ao mercado de trabalho, deixe que parentes, amigos e contatos profissionais saibam da sua abertura para avaliar oportunidades.
  7. Planeje o retorno – Mais uma vez o planejamento entra em ação. Então, atualize o seu currículo evidenciando os conhecimentos que agregou no período de afastamento e os resultados alcançados nas oportunidades de trabalho anteriores. No lugar de sair disparando o documento para qualquer empresa, priorize aquelas com as quais se identifique e as que prezam por políticas de trabalho flexíveis, como home office, por exemplo.

 

Etiquetas

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios