Tecnologia

Mitos e verdades de fraudes internas nas organizações

Fraudes, sejam grandes ou pequenas, são propensas de acontecer em qualquer tipo de empresa

Fraudes internas são uma grande dor de cabeça das empresas. E longe do que se espera, elas acontecem com uma frequência significativa. Segundo o levantamento Global Forensic Data Analytics Survey 2016, realizado pela Ernst & Young (EY), ameaças internas e corrupção estão entre os principais riscos por gestores de ferramentas de análise de dados forenses no Brasil.

Pensando nisso, conversamos com o CEO da upLexis, empresa especializada em tecnologias para busca e estruturação de informações retiradas de grandes volumes de dados (big data) extraídos da internet, Eduardo Tardelli sobre os mitos e verdades de fraudes internas. Confira!

Na minha empresa nós não temos problema de fraude

Mito! Não é ser pessimista, mas realista. Segundo Tardelli, fraudes, sejam grandes ou pequenas, são propensas de acontecer em qualquer tipo de empresa. Segundo uma pesquisa da Kroll, empresa de investigação americana, 74% das organizações brasileiras já sofreram ao menos um episódio de fraude. Por isso, não subestime, mas tenha um programa de compliance eficiente que garanta a segurança da empresa.

Fraudes acontecem nos mais diferentes níveis hierárquicos

Verdade! Realmente, diferente do pensamento comum, as fraudes não realizadas apenas pela gerência ou líderes. Pequenas fraudes, como compartilhamento de dados sigilosos, são suscetíveis de acontecer por meio dos colaboradores. Por isso é importante estar de perto, verificando as práticas de sua equipe.

Meus funcionários são honestos, não cometeriam fraude

Mito! De acordo com a consultoria PwC, 41% das empresas afirmam que os principais responsáveis pelos vazamentos de informações são os próprios funcionários. Outro dado da Kroll mostra que 81% das fraudes que envolvem dados são realizadas pelos colaboradores de uma organização. “Não é seguro, nem inteligente confiar 100% em seus colaboradores, sem que haja políticas de segurança. Uma boa medida nestes casos é restringir apenas para a gerência o acesso à dados importantes para a companhia” indica Tardelli.

Ter processos e procedimentos na minha empresa me ajudou a reconhecer e diminuir as fraudes

Verdade! Os controles internos frequentes e adequados podem dificultar a ocorrência de fraudes nas empresas. Segundo Tardelli, é importante realizar auditorias que possam avaliar o nível da segurança dos controles internos, padronizando e facilitando a visão geral da empresa e de suas ações internas.

 

 

Etiquetas

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios