Comportamento

O fracasso nunca será o fim, mas sim um meio de conquistar o sucesso

Seja otimista e pense na situação como um triunfo ao seu crescimento pessoal e profissional

De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Brasil tem fechado cada vez mais empresas, principalmente nos últimos três anos. Com a crise econômica do qual o País ainda se recupera, desde 2014, 600 mil empreendimentos, 33% do total, fecharam as portas até 2016. Uma pesquisa do Sebrae indica que seis entre 10 empreendedores saem com emoções negativas, desde desilusão até depressão.

Soichiro Honda, recusado como engenheiro da Toyota e posteriormente sendo o criador da Honda, disse uma vez que “o sucesso é construído com 99% de fracasso”, e ele está mais do que certo! A ideia de fracasso, no entanto, depende do ponto de vista: não existe uma fórmula milagrosa de sucesso, um guia de sobrevivência de mercado e obviamente, não é um processo fácil, mas do tipo que deve ser visto não como um fim e sim como um meio. O mercado vive de erros e acertos, erros que são inevitáveis e portanto, mais cedo ou mais tarde, vão chegar à sua porta. Tudo dependerá de como a sua mente vai enxergar o obstáculo.

A capacidade de lidar positivamente com eles é que dá dinamismo a esse movimento global, já que uma empresa vive de experimentações. Os maiores exemplos estão nas companhias de tecnologia que atuam no Vale do Silício, sempre trazendo inovações, algumas boas, outras nem tanto, e elas continuam firmes diante dos obstáculos, isso porque buscam crescer entendendo o erro como aprendizado. Trata-se de uma questão orgânica e emocional, que afeta corpo e mente-as duas ferramentas necessárias para se obter sucesso.

Parar de remoer o fato dentro de si procurando a resposta do “onde foi que eu errei”, já é um primeiro passo. Analise o que houve, absorva os ensinamentos e volte a planejar. Seja otimista e pense na situação como um triunfo ao seu crescimento pessoal e profissional, converse com a família, amigos, profissionais da saúde, coloque para fora suas emoções e preocupações. Compartilhar alivia o estresse mental. Invista tempo em você, se cuide, se alimente direito, pratique atividade física, durma com a consciência tranquila de quem deu o melhor naquele momento e depois reavalie suas opções para quem sabe entrar em um novo modelo de negócios. Busque um propósito, seja transparente com as pessoas ao seu redor e tenha sempre em mente que a falha é fundamental para reacender a sua capacidade de vigilância.

O fracasso faz parte da vida, já que uma derrota é imprescindível para fazer um time dar tudo de si e voltar a ganhar. Michael Jordan não acertou todas as cestas de basquete da sua vida, algumas cruciais para a equipe, mas triunfou sempre. Seja vigilante com a sua mente, que é o seu motor criador, inovador e gerador e não almeje o sucesso sem antes tropeçar e cair, afinal, o empreendedorismo é saber que em muitas vezes será necessário saltar do avião, de paraquedas.

Por Dr. Thiago Volpi, do Espaço Volpi

 

Etiquetas

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios