Dica de leitura

O papel dos mentores nas organizações

Claire e Ken explicam as diferenças do mentoring para o coaching

A americana Claire Diaz-Ortiz já foi considerada uma das 100 pessoas mais criativas nos negócios pela revista Fast Company. Ken Blanchard é coautor do livro “O novo Gerente minuto”, best-seller com mais de 15 milhões de exemplares vendidos. Juntos eles escreveram um livro que fala sobre mentoring, uma metodologia que se assemelha, em alguns aspectos, com o coaching.

Em “O Mentor-Minuto”, os autores desenvolveram uma parábola de negócios, em que cruzam as histórias de Josh Hartfiled, um jovem representante de vendas que está perdendo a motivação, e de Diane Bertaman, uma executiva de vendas cuja agenda lotada não lhe traz mais satisfação como antigamente. A partir daí, se estabelece a relação entre o mentor e seu mentee, como é chamada a pessoa assessorada.

Ao abordar o papel dos mentores, Claire e Ken explicam as diferenças do mentoring para o coaching, destacando que este está voltado para questões de curto prazo, geralmente relacionadas a tarefas. O mentoring, por sua vez, se concentra em metas mais amplas, de longo prazo, que podem estar relacionadas a modelos de vida.

“Muitas empresas descobriram que os programas formais de mentoring podem ajudar os colaboradores a serem mais bem-sucedidos dentro da organização. Esses programas internos também trazem  muitos benefícios para a companhia: funcionários mais bem-treinados, maior engajamento, menor turnover e desenvolvimento da liderança”, afirmam no livro.

 

Etiquetas

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios