Os CEOs estão falando com as paredes?

Estudo realizado com americanos mostra que 95% dos profissionais realizam outras atividades durante reuniões

De acordo com um novo estudo realizado pela Prezi e Kelton Global, os períodos de atenção não estão diminuindo, mas estão evoluindo para serem mais seletivos. O Relatório do Estado de Atenção de 2018, mediu a eficácia dos conteúdos e apresentações e como eles ressoam com os profissionais nas áreas de Recursos Humanos, Operações, Financeira, Marketing e Vendas, e Desenvolvimento de Negócios, incluindo Millennials, Geração X e Boomers. A grande descoberta é que a chave para ter engajamento no conteúdo é uma narrativa convincente combinada com estímulos visuais e diálogo.

Um dos fatos que mais chamou atenção no estudo é a grande quantidade de profissionais que realiza diversas ações durante apresentações, desviando assim o foco da atenção. Como resultado, baixo engajamento, menor produtividade e erros cometidos por não absorverem conteúdos.

  • 95% dos profissionais realizam múltiplas tarefas durante a reunião;
  • 44% ficam perdidos nos bullets points e slides com texto pesado;
  • 37% perdem a noção do conteúdo,
  • 31% têm problemas para reter as informações que estavam sendo discutidas.

Se pensarmos que os CEOs passam 72% de seu tempo no escritório, segundo uma recente pesquisa da Harvard, e realizam diversas reuniões por dia, será que sua equipe está realmente retendo tudo que ele quer passar?

Uma das mudanças apontadas pelo relatório é que, com o uso de uma narrativa atraente e recursos visuais, este cenário pode mudar muito.

  • 88% dos entrevistados disseram que uma narrativa forte ou, a história (87%) por trás do que está sendo apresentado, é fundamental para manter o engajamento de seu público.
  • 55% dos profissionais de negócios dizem que uma ótima história captura seu foco e os mantém envolvidos com o conteúdo.
  • Em relação às apresentações, 79% dos profissionais de negócios disseram que o uso de imagens animadas em apresentações é eficaz para manter o público envolvido.

Para baixar o estudo completo acesse: https://bit.ly/2NcXkj3