Benefícios

Pesquisa aponta preferência do trabalhador por refeições balanceadas

Os restaurantes por quilo ou que servem refeições completas são os mais procurados na hora do almoço por beneficiários do voucher refeição. Prática melhora a alimentação do usuário

Pesquisa aponta preferência do trabalhador por refeições balanceadasAo escolher um restaurante, o trabalhador que usa voucher refeição como forma de pagamento, vai duas vezes mais a restaurantes que servem refeições completas (por quilo ou prato feito) do que em estabelecimentos que servem lanches e refeições rápidas, como lanchonetes e padarias, por exemplo. As informações fazem parte da pesquisa CREST (Consumer Reports on Eating Share Trends), fornecida pela GS&Inteligência para a ABBT (Associação Brasileira de Associação Brasileira das Empresas de Benefícios ao Trabalhador).

Para a diretora executiva da ABBT, Jessica Srour, o hábito apontado na pesquisa demonstra que o trabalhador está preocupado em se alimentar melhor na hora do almoço, horário em que o voucher é mais usado como forma de pagamento. “Ao optar por um restaurante que serve uma refeição completa e mais balanceada, o usuário do sistema demonstra critério na escolha do que consumirá, de olho também em seu bem-estar”.

Os dados da pesquisa corroboram a opinião da diretora-executiva. De acordo com o estudo, 47% dos trabalhadores pesquisados estão preocupados com alimentação saudável, com o consumo de verduras, legumes, grãos, proteínas, sucos naturais e frutas. Além disso, a pesquisa apurou que quem paga com o voucher refeição consome duas vezes mais saladas e até três vezes mais proteína (carne, frango, peixe e porco). “Em relação à bebida, outra boa surpresa: o usuário consome 20% mais sucos naturais do que as pessoas que pagam suas refeições em dinheiro ou cartão”, comenta Jessica.

Refeição saudável com economia – Mesmo em restaurantes mais populares, que servem o chamado prato feito, a preocupação com a alimentação equilibrada continua. “A pesquisa demonstrou que quando a salada é oferecida como acompanhamento, os consumidores aceitam mais do que batata frita”, acrescenta a diretora-executiva da ABBT.

O sistema de benefício, que engloba as empresas operadoras do segmento de voucher refeição, está inserido no PAT (Programa de Alimentação ao Trabalhador) do governo federal, criado em 1976. “O PAT é o mais duradouro programa socioeconômico do Brasil e referência internacional. É o único programa de benefício alimentar no mundo que prevê a possibilidade de ofertar refeições principais (almoço e jantar) e refeição menor (desjejum e lanche) para o trabalhador”, afirma a diretora-executiva da ABBT. Em 2018, o PAT beneficiou mais de 22 milhões de trabalhadores através de voucher refeições, voucher alimentação, restaurantes in company e cestas de alimentação

Jessica destaca que trabalhador bem alimentado produz mais e tem menos riscos de apresentar problemas de saúde. “Por isso, fazer boas escolhas é fundamental. Por exemplo, ao ir a um restaurante por quilo, uma forma de garantir uma refeição mais equilibrada é se servir primeiro de saladas e vegetais. Assim, a tendência é que esses alimentos ocupem a maior parte do prato, garantindo não apenas mais saúde como também economia, já que as verduras são mais leves e o prato ficará mais barato”.

Etiquetas

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios